Irã pede US$ 5 bi ao FMI para lidar com avanço do coronavírus no país


O Ministério da Saúde do Irã afirmou nesta quinta-feira que o coronavírus já matou mais 75 pessoas no país, elevando o total de vítimas para 429, com mais de 10 mil casos registrados na nação islâmica. Nesse contexto, o Fundo Monetário Internacional (FMI) pediu um empréstimo bilionário para combater o vírus.

Presidente do Banco Central do Irã, Abdolnasser Hemmati, disse que o país havia requisitado US$ 5 bilhões para combater o surto. Ele disse que o pedido foi feito em carta na semana passada à diretora-gerente do FMI, Kristalina Georgieva. O FMI tem dito que está pronto para apoiar países por meio de seu Instrumento Financeiro Rápido.

A economia iraniana já sofre com sanções dos EUA, que dificultam a capacidade de Teerã vender petróleo. Além disso, com a disseminação do coronavírus a situação se agravou, com vizinhos fechando fronteiras e vários países cortando viagens ao Irã, o que também afeta seu comércio exterior. Fonte: Associated Press.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora