Ação contra Assange por estupro sofre revés

Tibunal sueco rejeitou um pedido de prisão referente a uma acusação de estupro


Um tribunal sueco rejeitou ontem um pedido de prisão referente a uma acusação de estupro, contra Julian Assange, fundador do WikiLeaks preso em Londres.

A decisão, que pode ser modificada em segunda instância, é considerada um revés para a acusação, que esperava obter a extradição de Assange para a Suécia antes da prescrição dos crimes, em agosto de 2020.

O ativista ainda corre risco de ser extraditado para os EUA, onde é acusado pelo vazamento de informações sigilosas.

* Com agências internacionais.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora