14 de junho de 2024 Atualizado 23:05

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Brasil e Mundo

Vendas de automóveis na China caem em maio, na comparação anual, mas superam previsão

Por Agência Estado

11 de junho de 2024, às 10h35

As vendas de veículos na China caíram ligeiramente em maio, mas foram melhores do que o esperado pelo setor, uma vez que o sentimento do consumidor melhorou graças, em parte, aos subsídios do governo. As vendas no varejo de automóveis de passageiros caíram 1,9% em relação ao mesmo mês do ano anterior, para 1,71 milhão de unidades em maio, mas cresceram 11% em relação a abril, informou nesta terça-feira, 11, a Associação de Veículos de Passageiros da China (CPCA, na sigla em inglês).

O resultado de maio foi melhor do que o órgão da indústria esperava. As vendas no varejo de veículos elétricos e híbridos permaneceram sólidas, com 804 mil unidades vendidas, representando 47% de todas as vendas de automóveis de passageiros.

Os consumidores têm relutado em comprar carros recentemente, enquanto esperavam para ver como se desenrolariam os cortes de preços por parte dos fabricantes chineses de veículos elétricos e mais detalhes sobre os subsídios governamentais. No entanto, a procura foi aumentada por um programa governamental que incentiva a troca de veículos antigos por novos. O Salão do Automóvel de Pequim também despertou um novo apetite por automóveis à medida que as empresas lançavam novos modelos.

A BYD manteve a sua posição de liderança no maior mercado de veículos elétricos do mundo em maio, enquanto a participação da Tesla caiu 0,5%, para 6,4%. A Tesla entregou 72.573 unidades de carros fabricados em sua fábrica em Xangai para compradores chineses e exportou 17.358 unidades.

As perspectivas de longo prazo para os fabricantes chineses de veículos elétricos no exterior continuam positivas, acrescentou a associação industrial.

A China exportou 378 mil carros em maio, um aumento de 23% no ano, mas abaixo do recorde estabelecido em abril. As exportações de automóveis com novas energias caíram 4% em maio em comparação com o ano anterior, arrastadas pelas recentes tarifas sobre as importações chinesas impostas por outros países, disse a CPCA. Fonte: Dow Jones Newswires.

Publicidade