19 de junho de 2024 Atualizado 07:33

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Economia

Tecnologia tem grande demanda por profissionais qualificados

Especialistas explicam ‘boom’ de oportunidades e listam habilidades necessárias para carreira de sucesso

Por

14 de agosto de 2023, às 07h40

Nascidos entre 1990 e 2010, os jovens da geração Z se mostram mais propensos a carreiras na área de tecnologia. Empresas de todos os setores buscam digitalizar seus processos, ofertas e operações para se manterem competitivas. E, diante de um momento em que a inovação é constante e perpassa quase todos os processos que nos cercam, a área parece repleta de oportunidades, com grande demanda por profissionais capazes de desenvolver e implementar novas soluções.

Conhecimentos em IA estão entre habilidades desejadas – Foto: Adobe Stock

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

“No mundo moderno, tanto os indivíduos quanto as empresas dependem fortemente da tecnologia para suas atividades diárias. Desde smartphones até sistemas complexos de gerenciamento de empresas, a tecnologia é fundamental. As empresas estão buscando aproveitar os insights dos dados para tomar decisões melhores e mais informadas, o que requer ferramentas e expertise tecnológica”, explica Virgilio Marques dos Santos, um dos fundadores da FM2S, empresa-filha da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) de Educação e Consultoria.

Idealizador do Desafio Unicamp de Inovação Tecnológica, ele lembra que a demanda por soluções de aprendizado e trabalho remoto disparou na pandemia da Covid-19. “Isso colocou uma ênfase ainda maior na tecnologia como uma ferramenta essencial para a educação e o trabalho”, diz.

Entretanto, para Rogério Nunes de Freitas, coordenador do curso superior de Segurança da Informação na Fatec (Faculdade de Tecnologia) de Americana e coordenador dos cursos de Ciência de Computação e Sistemas de Informação da FAM (Faculdade de Americana), a formação de especialistas ainda não acompanhou tal evolução, causando um grande déficit de mão-de-obra na área.

“Esse problema não é novo e vem dificultando a busca das empresas no setor de tecnologia e inovação, por profissionais qualificados. A modernização de processos, além da implementação de novos sistemas e leis que abrangem proteção das informações, fazem com que um profissional da área de TI seja requerido para além de empresas cujo ramo principal é a tecnologia, causando uma grande escassez de mão de obra qualificada no mercado”, aponta.

Silvana Barreira, gerente de RH (Recursos Humanos) da QYON Tecnologia, empresa brasileira especializada no desenvolvimento de softwares de gestão com Inteligência Artificial, que tem sede em Americana, lista características que podem ser benéficas para o sucesso dos jovens nesse campo dinâmico e em evolução contínua.

“Aprendizado e curiosidade, pois estamos falando de uma área em constante mudança. Capacidade de analisar situações e propor soluções criativas para resolução de problemas. Pensamento lógico, fundamental para a programação e resolução de problemas da tecnologia. Também acreditamos que a paixão frequentemente impulsiona a busca por conhecimento e a dedicação ao trabalho, por isso acreditamos fortemente neste campo motivador”, destaca Silvana.

Os especialistas citam dentre as ‘hard skills’ (habilidades técnicas) importantes para se destacar no mercado: análise de dados, conhecimento de linguagens de programação, cibersegurança, Inteligência Artificial, Computação em Nuvem e Big Data, design gráfico e uma base sólida em estatística.

Já as habilidades comportamentais mais requisitadas são comunicação efetiva, trabalho em equipe, pensamento crítico, inteligência emocional, persuasão, criatividade, facilidade em se adaptar às dificuldades e ambientes, ética de trabalho e resiliência.

Com relação aos idiomas, Virgilio afirma que, além do Inglês, pode ser extremamente interessante aprender o Espanhol – muito útil para quem deseja atuar em mercados na América Latina ou nos Estados Unidos, onde há uma grande população hispânica.

“Também destaco o Alemão, para profissionais focados em atuação na Europa, especialmente em indústrias como engenharia ou automotiva. Por fim, e não tão óbvio, o Mandarim, dada a significativa influência econômica e tecnológica da China. Pode ser uma escolha estratégica”, acrescenta.

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região!

MULHERES NA TECNOLOGIA

As mulheres ainda são sub-representadas no mercado da tecnologia. Rogério opina que ainda falta estímulo para que elas ingressem na área. “Os cursos na área de Exatas são geralmente compostos de estudantes, em sua grande maioria, do sexo masculino. O estímulo que os homens recebem para ingressar nesta área, até mesmo, muitas vezes, da família, geralmente é bem maior do que das mulheres, que em geral, são incentivadas desde a infância a ingressarem em outros cursos”, reflete.

Embora o preconceito tenha diminuído nos últimos anos, ainda é uma barreira. Mas diante de uma área tão promissora, o coordenador de cursos opta pelo incentivo.

“Persistam e acreditem na sua capacidade, que é igual e muitas vezes até melhor do que a dos homens. Muitas empresas têm oferecido programas de treinamento e qualificação para mulheres que desejam ingressar na área de tecnologia, algumas inclusive, oferecendo orientação e apoio no desenvolvimento de habilidades técnicas”, destaca.

Silvana aponta como fator para a disparidade a própria ausência de mulheres visíveis e bem-sucedidas em posições de destaque na tecnologia, o que acaba limitando as aspirações de jovens que desejam seguir nessa área.

“Meu incentivo para as jovens que desejam seguir carreira nesta área é que acreditem em seu potencial, se encorajem e explorem as diversas áreas da tecnologia para encontrar o que desperta o sentimento de empolgação e satisfação. Abrace o desafio e, claro, estude muito”, finaliza.

7 CARREIRAS PROMISSORAS NA ÁREA DE TECNOLOGIA

  • 1 – Cientistas de Dados: Trabalham com grandes volumes de dados para extrair insights e informações valiosas;
  • 2 – Engenheiros de Software: Com a transformação digital, a demanda por desenvolvimento de software continua alta;
  • 3 – Especialistas em Inteligência Artificial e Aprendizado de Máquina: Estes profissionais estão na vanguarda da inovação tecnológica;
  • 4 – Especialistas em Cibersegurança: Com o aumento das ameaças digitais, a segurança on-line tornou-se crucial;
  • 5 – DevOps Engineers: Eles otimizam o ciclo de vida do desenvolvimento de software, garantindo eficiência e qualidade;
  • 6 – Engenheiros de Cloud Computing: Com empresas migrando para a nuvem, especialistas nesta área são muito requisitados;
  • 7 – Especialistas em Internet das Coisas (IoT): A interconexão de dispositivos em nossa vida diária oferece imensas oportunidades.

Publicidade