Setor privado está puxando o crescimento econômico, diz secretário


O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, disse que a redução de gastos públicos abriu espaço para o setor privado, que está puxando o crescimento econômico. Em meio a um duro ajuste fiscal, o governo quer passar a mensagem de que é exatamente o corte de gastos que está permitindo o aumento dos investimentos privados e que o ciclo atual é “expansionista”.

“O mix de crescimento foi alterado. O modelo em que o governo escolhia os campeões que iam puxar o crescimento foi abandonado”, afirmou Sachsida, durante a divulgação do Boletim Macrofiscal da SPE.

O subsecretário de Política Fiscal da secretaria, Marco Antonio Cavalcanti, citou estudos que mostram que, em situação de fragilidade fiscal, o aumento dos gastos públicos “expulsa” o setor privado. “Estamos em meio a um processo de consolidação fiscal expansionista. O ajuste fiscal atual contribui para retomada do crescimento econômico”, comentou.

O subsecretário de Política Macroeconômica, Vladimir Kuhl Teles, acrescentou que o objetivo do governo é aumentar a competitividade da economia brasileira. “O ajustes fiscal, a nova Previdência e as PECs (propostas de emenda constitucional) dão perspectiva de redução de juro real”, completou.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora