13 de abril de 2024 Atualizado 18:31

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Economia

Setor calçadista gera 5 mil empregos no 1º bimestre, mas saldo é menor do que em 2023

Por Agência Estado

03 de abril de 2024, às 09h43

O setor calçadista criou mais de 5 mil empregos no primeiro bimestre do ano. Em fevereiro, foram 3,4 mil novas vagas. No entanto, as indústrias calçadistas encerraram o primeiro bimestre com estoque de 285,25 mil postos de trabalho em todo o País, 6,8% menor do que no mesmo período do ano passado. A análise dos dados é da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados)

O presidente-executivo da Abicalçados, Haroldo Ferreira, aponta para uma leve recuperação, mas que ainda deixa o setor com resultado muito aquém de anos anteriores. Em 2022, por exemplo, o primeiro bimestre registrou a criação de 13 mil vagas. “Estamos alcançando o patamar de criação de empregos do ano passado, mas muito aquém da nossa capacidade”, explica o dirigente.

Segundo ele, fatores como a isenção de impostos de importação das plataformas internacionais em remessas de até US$ 50 tiveram impacto severo sobre a atividade.

“Mecanismos compensatórios como a política da desoneração de pagamentos para os setores que mais empregam vem ajudando para que o baque não seja maior. Porém, desde o meio do ano passado, até mesmo esse tema vem sendo motivo de controvérsia, com o governo federal não respeitando a vontade do Congresso Nacional, que aprovou a renovação do benefício por duas vezes”, comenta Ferreira.

Publicidade