07 de julho de 2020 Atualizado 21:53

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Economia

Rendimento fica estável em 26 das 27 Unidades da Federação no 3º tri, diz IBGE

Por Agência Estado

19 nov 2019 às 11:14 • Última atualização 19 nov 2019 às 12:33

O rendimento médio dos trabalhadores ocupados ficou estatisticamente estável na passagem do segundo trimestre para o terceiro trimestre do ano em 26 das 27 Unidades da Federação. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Apenas Rondônia registrou variação significativa, uma alta de 4,8%, passando de R$ 1.941 no segundo trimestre de 2019 para R$ 2.035 no terceiro trimestre.

O rendimento médio real de todos os trabalhos na média nacional foi estimado em R$ 2.298 no terceiro trimestre, mostrando estabilidade tanto em relação ao trimestre imediatamente anterior (R$ 2.297) quanto em relação ao mesmo trimestre do ano anterior (R$ 2.295).

No terceiro trimestre, a maior renda média foi registrada no Distrito Federal (R$ 3.887). O menor rendimento foi o do Maranhão (R$ 1.333).