15 de junho de 2024 Atualizado 01:27

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Brasil e Mundo

Passagem aérea e gasolina aceleram inflação ao consumidor pelo IGP-DI de maio, afirma FGV

Por Agência Estado

07 de junho de 2024, às 09h31

Os aumentos de preços das passagens aéreas (5,52%) e da gasolina (1,20%) induziram a aceleração na inflação no varejo medida pelo Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) de maio, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC-DI) saiu de uma alta de 0,42% em abril para uma elevação de 0,53% em maio.

Duas das oito classes de despesa registraram taxas de variação mais elevadas: Educação, Leitura e Recreação (de -1,24% em abril para 0,87% em maio) e Despesas Diversas (de 0,13% para 0,21%). As principais contribuições partiram dos itens passagem aérea (de -8,07% para 5,52%) e cigarros (de 0,06% para 1,46%).

Na direção oposta, a taxa foi mais baixa nos grupos Alimentação (de 0,90% para 0,72%), Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,87% para 0,67%), Vestuário (de 0,02% para -0,54%), Transportes (de 0,52% para 0,49%), Comunicação (de 0,57% para 0,46%) e Habitação (de 0,42% para 0,41%). As maiores influências foram de frutas (de 3,49% para -2,62%), medicamentos em geral (de 3,87% para 0,10%), roupas (de 0,11% para -0,73%), pedágio (de 0,02% para -9,26%), tarifa de telefone móvel (de 2,15% para 0,52%) e tarifa de eletricidade residencial (de 0,74% para 0,14%).

O núcleo do IPC-DI teve alta de 0,31% em maio, após um aumento de 0,26% em abril. Dos 85 itens componentes do IPC, 44 foram excluídos do cálculo do núcleo. O índice de difusão, que mede a proporção de itens com aumentos de preços, passou de 56,45% em abril para 61,29% em maio.

Publicidade