20 de junho de 2024 Atualizado 00:04

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Brasil e Mundo

Número de usuários dos sistemas financeiro e de pagamentos dobra em 5 anos, diz BC

Por Agência Estado

05 de junho de 2024, às 11h18

Em pouco mais de cinco anos, o número de usuários ativos no Sistema Financeiro Nacional (SFN) e no Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB) dobrou, conforme o novo boxe do Relatório de Economia Bancária (REB) que trata da “Expansão do número de usuários ativos de serviços financeiros”, publicado pelo Banco Central nesta quarta-feira, 5. A expansão, conforme o documento, deve-se principalmente à maior digitalização dos serviços financeiros, impulsionada pelo auxílio emergencial durante a pandemia, do lançamento do Pix e da entrada de novas instituições no mercado.

“Dois marcos foram fundamentais para esse salto na inclusão financeira: a abertura de contas no auxílio emergencial no Caixa Tem decorrente da pandemia da Covid-19 e a implementação do Pix em novembro de 2020”, trouxe o boxe. O levantamento foi feito entre junho de 2018 e dezembro do ano passado e considera operações de crédito (SCR) e de pagamentos (Pix e TED).

De acordo com o BC, o número de usuários ativos cresceu 103,2% no período, com os clientes pessoas físicas passando de 77,2 milhões (46,8% da população adulta) para 152,0 milhões (87,7%).

Esse aumento representa uma elevação de 97,0% na base de clientes. Já entre as pessoas jurídicas, que incluem microempreendedores individuais, observou-se uma expansão de 3,4 milhões para 11,6 milhões de clientes – uma taxa de crescimento de 244,5% no período.

Ao abrir os dados do SCR e de pagamentos, de forma conjunta ou isoladamente, o BC informou que verificou uma “forte expansão” do número de usuários ativos de instituições financeiras ou de pagamentos em qualquer um dos recortes analisados. O segmento crédito digital/serviços, conforme o trabalho, foi o que apresentou maior aumento em sua base total de usuários ativos. Esse crescimento foi puxado, principalmente, por novos entrantes no mercado durante o período analisado, devido à oferta do Pix e de cartões de crédito, de acordo com o levantamento.

O segmento de incumbentes – empresas já bem estabelecidas no mercado, muitas vezes com décadas de dianteira de market share – também apresentou “crescimento elevado”, decorrente, além dos itens anteriores, de políticas públicas por meio da abertura de contas digitais de PF. No caso do sistema cooperativo, o BC disse que houve um “crescimento importante” de usuários ativos para PJ. Os demais segmentos apresentaram estabilidade no número de clientes ativos.

Em números, o BC registrou que cerca de três quartos das pessoas físicas possuíam operações de crédito ativas entre julho de 2023 e dezembro de 2023, incluindo o saldo de operações ativas de cartão de crédito. Nesse intervalo, do total de 152 milhões de clientes ativos PF, 10,9% possuíam apenas operações de crédito no SCR, 24,7% realizaram apenas operação de pagamentos e 64,4% realizaram operações de crédito e pagamentos.

Quanto aos clientes ativos PJ, do total de 11,6 milhões de clientes ativos na mesma data-base, 6,8% tinham apenas operações de crédito no SCR, 54,3% realizaram apenas operação de pagamentos e 38,9% realizaram operações de crédito e pagamentos.

Ainda de acordo com boxe, o total de usuários ativos teve forte expansão a partir do segundo semestre de 2020 com o lançamento do Pix. Nesse período, o crescimento de usuários ativos PF foi de mais de 80% e 3.000% para os segmentos cinco maiores incumbentes e crédito digital/serviços, respectivamente.

O número de usuários ativos PJ, por sua vez, ultrapassou a marca de 5,8 milhões para esses dois segmentos, sendo que o de crédito digital/serviços apresenta mais clientes ativos do que os cinco maiores incumbentes na última data-base. O BC destacou também o sistema cooperativo, que aumentou o número de usuários ativos em mais de 1,6 milhão durante o mesmo período.

Por fim, o documento traz ainda que os usuários ativos apenas em operações de crédito ultrapassaram a marca de 63 milhões no caso de PF e mais de 1 milhão de PJ em dezembro do ano passado, destacando-se a ampla diferença de crescimento do segmento crédito digital/serviços em relação aos demais. Já número de usuários ativos apenas em operações de pagamentos deu um salto entre junho de 2020 e junho de 2021.

Publicidade