22 de janeiro de 2021 Atualizado 22:16

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Economia

Maioria das Bolsas da Europa fecha em queda; Londres sobe com pacote fiscal

Por Agência Estado

05 jan 2021 às 14:28 • Última atualização 05 jan 2021 às 14:45

Os mercados acionários da Europa tiveram pregão em geral negativo nesta terça-feira, 5, diante dos impactos da covid-19 sobre a atividade econômica. Em Londres, porém, houve ganhos, embora sem tanto impulso, após o governo do Reino Unido lançar um pacote fiscal para atenuar o impacto econômico de restrições à circulação impostas e também diante da força do petróleo.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em baixa de 0,19%, em 400,94 pontos.

Após o Reino Unido ter reforçado na segunda-feira um lockdown diante da disseminação da covid-19 pelo país, com a presença de uma cepa mais contagiosa do vírus, a expectativa continuava a ser de que a Alemanha siga por caminho similar. Na Bélgica, foi relatado que apenas metade das 600 mil doses previstas para chegar ao país em janeiro serão entregues pela Pfizer, por um “problema logístico”.

Entre analistas, a High Frequency Economics descarta em relatório que, na Alemanha, o dado cheio de desemprego mostrou recuo recente, mas o emprego caiu ainda mais. A consultoria nota que, caso sejam contatos os trabalhadores de tempo parcial como desempregados, a taxa de desemprego na maior economia do continente agora “é de mais de 10% e está crescendo”.

Com os riscos do novo coronavírus à atividade, em Frankfurt o índice DAX fechou em baixa de 0,55%, em 13.651,22 pontos.

Já em Londres, o índice FTSE 100 registrou alta de 0,61%, em 6.612,25 pontos, após oscilar em parte do pregão. Apesar do novo lockdown para conter a covid-19, ganhou mais peso nesta terça o fato de que o governo lançou para se contrapor a isso um pacote fiscal de 4,6 bilhões de libras. Além disso, o petróleo exibia ganhos fortes e ajudou empresas do setor: BP teve alta de 7,07%.

Na Bolsa de Paris, o índice CAC 40 teve queda de 0,44%, a 5.564,60 pontos.

Em Milão, o índice FTSE MIB recuou 0,52%, a 22.200,60 pontos.

Na Bolsa de Madri, o índice Ibex 35 caiu 0,10%, a 8.091,50 pontos.

Em Lisboa, o índice PSI 20 foi na contramão da maioria e avançou 0,31%, a 5.008,53 pontos.

Publicidade