30 de maio de 2024 Atualizado 17:14

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Economia

Leite diz que decisão do governo sobre dívida no RS não é suficiente, mas é ‘um passo’

Por Agência Estado

13 de maio de 2024, às 18h11

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), afirmou que a medida de suspensão da dívida do Estado anunciada nesta segunda-feira, 13, pelo ministro da Fazenda, Fernando Haddad, não é o suficiente, mas representa um “passo” no tema. Segundo ele, será preciso pensar em “soluções mais perenes” de longo prazo para o Estado.

“Nesse tema da dívida, acho que demos um passo muito importante nessa definição, nessa decisão. Nós fizemos essa demanda por justiça aqui, sei que é um esforço do Ministério da Fazenda, tecnicamente, para viabilizar a suspensão da dívida”, afirmou Leite nesta segunda-feira, 13, em reunião com o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

Além de Lula e Leite, participam do encontro o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), o ministro do STF Edson Fachin – de maneira virtual – e os ministros da Fazenda, Fernando Haddad; da Casa Civil, Rui Costa; da Gestão, Esther Dweck; e da Secretaria de Comunicação Social, Paulo Pimenta. O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), chegou no meio da reunião.

“Nossa demanda inclui um pedido de quitação desses valores, que até aqui não se viabilizou, mas entendemos que é um passo”, comentou Leite. “Infelizmente não posso dizer que será suficiente essa medida. Vamos precisar de outros tantos apoios, outras frentes”, acrescentou o governador gaúcho. “Vamos ter que pensar em soluções mais perenes, de longo prazo.”

Publicidade