06 de agosto de 2020 Atualizado 22:08

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Economia

Juros perdem força com dólar, mas seguem em alta após varejo melhor

Por Agência Estado

08 jul 2020 às 10:19 • Última atualização 08 jul 2020 às 10:34

Em meio ao dólar volátil, os juros futuros perderam um pouco de força instantes atrás após o dólar voltar a operar no terreno negativo, mas ainda sustentam o movimento de alta verificado desde a abertura nesta quarta-feira, com o resultado melhor das vendas no varejo em maio. Segundo Flávio Serrano, economista-chefe do Haitong, o indicador do varejo reforça a ideia de que o Banco Central poderá interromper o ciclo de cortes da Selic já que ele reforça a possibilidade de recuperação mais rápida.

O varejo veio melhor que as expectativas tanto no conceito restrito quanto ampliado. Há pressão de alta também antes da divulgação dos lotes do leilão de LTN, LFT e NTN-F do Tesouro.

Às 10h11, o DI para janeiro de 2022 subia a 3,01% ante 2,95% ontem no ajuste. O para janeiro de 2025 estava em 5,70%, de 5,63%, enquanto o vencimento para janeiro de 2027 avançava para 6,56%, ante 6,51%. O dólar à vista caía 0,93%, a R$ 5,3332.