Indústria acumula alta de 1,5% em dois meses de avanços, mostra IBGE


A alta de 0,3% na produção industrial em setembro ante agosto, após o avanço de 1,2% registrado na leitura anterior, fez o setor acumular uma expansão de 1,5% nos últimos dois meses. Os resultados são da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na manhã desta sexta-feira, 1º de novembro.

Já a alta de 1,1% registrada em setembro de 2019 ante setembro de 2018 interrompeu uam sequência de três meses consecutivos de quedas: junho (-5,9%), julho (-2,5%) e agosto (-2,1%).

Revisões

O IBGE revisou o resultado da produção industrial em agosto ante julho, de uma alta de 0,8% para aumento de 1,2%.

Na categoria de bens de capital, a taxa de agosto ante julho passou de -0,4% para -0,3%, enquanto o desempenho de julho ante junho saiu de -0,1% para -0,3% e o de junho ante maio foi revisto de -0,6% para -0,3%.

O resultado dos bens intermediários em agosto ante julho passou de 1,4% para 1,5%.

A taxa dos bens de consumo duráveis em agosto ante julho foi revista de -1,8% para -1,4%. O resultado de julho ante junho passou de 0,4% para 0,9%, e o de junho ante maio saiu de -0,7% para -0,5%.

O desempenho dos bens de consumo semi e não duráveis em agosto ante julho passou de -0,4% para -0,1%, e a taxa de julho ante junho saiu de 1,3% para 1,2%.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora