15 de junho de 2024 Atualizado 17:54

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Brasil e Mundo

Ibovespa volta a subir após sequência negativa; alta de commodities ajuda

Por Agência Estado

06 de junho de 2024, às 14h29

Depois de cair 6,2% desde o pico mais recente, cerca de um mês atrás, e de recuar por seis pregões consecutivos, o Ibovespa encontrou forças para subir nesta quinta-feira, 6, apoiado na recuperação dos preços das commodities – que colabora para a valorização de Vale e Petrobras – e das ações de grandes bancos.

O analista de renda variável da InvestSmart XP, Alexandre Carvalho, aponta que a retomada do Ibovespa hoje reflete também os movimentos de entrada de investimento estrangeiro, que costuma ser voltado a ações mais líquidas. “O estrangeiro acaba investindo em ações muito líquidas”, afirmou.

Por volta das 12h15, o índice subia 1,10%, a 122.746 pontos, na máxima do dia, e os papéis que mais ajudavam no avanço eram blue chips. A maior contribuição era da Petrobras (+0,12 ponto porcentual), seguida por Itaú Unibanco (+0,09 pp), B3 (+0,06 pp), Bradesco (+0,05 pp) e Vale (+0,04 pp)

Carvalho ressalta que os comentários do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, também ajudaram a manter o Ibovespa no azul. O discurso reforçou que a instituição está atenta às expectativas de inflação e monitorando os efeitos das enchentes do Rio Grande do Sul sobre os preços e o desempenho da economia.

A decisão do Banco Central Europeu de reduzir os juros da zona do euro em 0,25 ponto porcentual, amplamente esperada pelo mercado, é outro fator positivo, porém mais difuso, para a Bolsa brasileira.

Segundo Pedro Moreira, sócio da One Investimentos, juros menores em economias desenvolvidas podem aumentar o fluxo de capital direcionado a países emergentes.

Publicidade