Embraer reafirma previsão de distribuir dividendo após concluir acordo com Boeing


O vice presidente financeiro e de Relações com Investidores da Embraer, Nelson Salgado, reiterou que a companhia pretende distribuir a seus acionistas aproximadamente US$ 1,6 bilhão em dividendos extraordinários após a conclusão do negócio com a norte-americana Boeing, conforme divulgado em janeiro deste ano. Em teleconferência com investidores e analistas, o executivo explicou também que não haverá tratamento diferenciado para qualquer investidor, ao ser questionado sobre diferentes formas de taxação de dividendos em cada país.

Salgado afirmou ainda que a Embraer está trabalhando para atingir o cenário previsto no início deste ano.

Após o fechamento da operação com a Boeing, a Embraer mantém a perspectiva de robusto balanço, com US$ 1 bilhão em caixa líquido, além de uma estrutura de capital fortalecida para suportar novas oportunidades de crescimento.

Em relação ao processo de separação de seu braço de Aviação Comercial, o executivo explicou que os custos envolvem, por exemplo, a transferência de pessoal de São José dos Campos (SP) para Eugênio de Melo (SP) e a mudança da linha de montagem final dos Praetors para Gavião Peixoto (SP).

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora