15 de junho de 2024 Atualizado 08:24

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Economia

Bolsas de NY fecham em alta após Jolts ampliar alívio de Treasuries; petróleo pesa em energia

Por Agência Estado

04 de junho de 2024, às 18h48

As bolsas de Nova York fecharam em alta nesta terça-feira, 4, após terem exibido dificuldade para firmar direção única mais cedo. Se dado de vagas nos Estados Unidos consolidou expectativa por corte de juros nos Estados Unidos e trouxe algum alívio aos negócios, a desvalorizou firme das petroleiras impediu Wall Street de exibir ímpeto mais firme.

No fechamento, o índice Dow Jones subiu 0,36%, aos 38.711,29 pontos; o S&P 500 avançou 0,15%, aos 5.291,34 pontos; e o Nasdaq ganhou 0,17%, aos 16.857,05 pontos.

Ao longo da tarde, os índices tentaram se apoiar na contínua retração dos juros Treasuries, que reagiram ao relatório Jolts.

O indicador apontou diminuição na abertura dos postos de trabalho em abril, em um desdobramento que consolida a expectativa por cortes de juros do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) este ano.

Os ganhos foram limitados principalmente pelo setor de energia. Entre os destaques negativos, a ação da Chevron perdeu 0,84%, Occidental Petroleum caiu 1,12% e Exxon Mobil baixou 1,56%. O movimento reflete o derretimento dos preços do petróleo, que caíram cerca de 5% no acumulado das últimas duas sessões.

Por outro lado, Boeing subiu 2,19%, após a Bloomberg revelar que a Turkish Airlines negocia a compra de até 250 aeronaves da gigante americana. Intel chegou a operar em alta, mas caiu 0,86% no fim, diante da recepção tépida a anúncios de novos chips.

Publicidade