Batalha sobre nível da Selic parece ter sido vencida pelo BC, diz Kanczuk


O economista Fábio Kanczuk, indicado para a Diretoria de Política Econômica do Banco Central, afirmou nesta terça-feira, 29, que “a batalha sobre o nível do juro primário no Brasil, a Selic, parece ter sido vencida pelo BC”. Segundo ele, o País trabalha hoje com a Selic em níveis mais baixos.

Hoje, a Selic está em 5,50% ao ano e existe expectativa de que, na quarta-feira, 30, o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC promova novo corte de 0,50 ponto porcentual da taxa básica.

“Vivi a vida inteira como economista vendo a Selic em níveis altíssimos, de 30% ao ano. Parecia coisa impossível de ser reduzida”, lembrou Kanczuk, durante audiência na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado.

O economista afirmou que, apesar do recuo da Selic ao longo dos anos, o juro cobrado dos clientes pelos bancos, na ponta, ainda é “superalto”. “De longe, o primeiro tópico de relevância é a redução dos juros na ponta”, afirmou a senadores. “Se eu tiver a honra de ser aprovado por essa comissão, pelo Senado, a preocupação número um é essa: redução de juros na ponta”, disse.

Kanczuk participa nesta terça-feira de sabatina na CAE do Senado. Formado em engenharia eletrônica, Kanczuk tem mestrado e doutorado em economia. Ele será o substituto de Carlos Viana de Carvalho na Diretoria de Política Econômica do BC. Viana deixou o cargo recentemente e cumpre período de quarentena.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora