18 de junho de 2024 Atualizado 18:20

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Economia

Apple, enfim, revela sua nova IA e integra iPhone com ChatGPT

Empresa também o iOS 18, nova geração de seu sistema operacional para celulares, e novidades para o Vision Pro, AirPods, tvOS, Apple Watch, Mac e iPad

Por Agência Estado

11 de junho de 2024, às 08h24 • Última atualização em 11 de junho de 2024, às 09h17

A Apple anunciou nesta segunda-feira, 10, sua nova inteligência artificial (IA), batizada de Apple Intelligence, em uma tentativa de mostrar que a empresa não está para trás na corrida pelo domínio da tecnologia. Além disso, a companhia revelou uma parceria com a OpenAI para integrar o ChatGPT à assistente Siri, que ganhou um banho de loja.

A gigante apresentou também o iOS 18, nova geração de seu sistema operacional para celulares, e novidades para o Vision Pro, AirPods, tvOS, Apple Watch, Mac e iPad. Os anúncios aconteceram na Worldwide Developers Conference (WWDC 2024), nos EUA.

A notícia mais aguardada foi a parceria entre a dona do iPhone e a OpenAI. Com ela, a assistente Siri vai perguntar ao usuário se as respostas podem ser realizadas em parcerias com o ChatGPT.

Assim, a IA da OpenAI será será integrada aos aparelhos com compatibilidade ao iOS 18. A Apple, porém, acrescentou que pretende oferecer outras IAs como cérebro da Siri, o que abre portas para o Claude, da Anthropic, e o Gemini, do Google.

Além da Siri, a OpenAI vai ser integrada em alguns aplicativos da Apple como o Notas, para gerar textos a partir de comandos, por exemplo. A ferramenta também vai aceitar comandos em fotos, para analisar imagens ou responder perguntas sobre as imagens.

Inicialmente, a nova parceria vai estar disponível em inglês no fim do ano para iOS 18, iPadOS 18 e macOS Sequoia. Uma versão beta vai deverá chegar por volta de setembro, provavelmente após o lançamento do iPhone. Outros idiomas e plataformas estarão disponíveis apenas no ano que vem.

Apple Intelligence

Antes do anúncio da parceria com a OpenAI, o CEO da Apple, Tim Cook, mostrou a Apple Intelligence, nova plataforma de IA da companhia. Foi a primeira vez que a Apple revelou sua estratégia de IA publicamente. “Tem de ser poderosa, intuitiva, integrada, pessoal e privada”, defendeu Cook sobre a estratégia de IA da empresa. Os recursos de IA generativa da Apple vão estar disponíveis para iPhone 15 Pro, iPad Pro, MacBooks e iMacs mais novos, entre outros.

A plataforma Apple Intelligence vai permitir reescrever e corrigir textos. Vai ser possível pedir que a IA reescreva com o tom da mensagem para algo mais formal ou informal, algo que o Google já disponibiliza no Workspace, por assinatura.

A Apple Intelligence também vai editar fotografias e vídeos, removendo objetos do fundo de imagens. Também vai ser possível pesquisar por conteúdos no app Fotos com comandos mais descritivos. O Image Wand, integrado no aplicativo Notas, vai poder transformar rascunhos de desenhos em imagens mais detalhadas e ilustrações com referências.

No iOS 18, será possível reorganizar os aplicativos da tela de início. Uma das novidades para a Apple é permitir a mudança de cores de aplicativos e de barras de ferramentas. A customização chega também à central de controle, acessada por um deslize de dedo no topo da tela direita do iPhone. A tela de desbloqueio vai permitir que aplicativos tenham acesso rápido – os botões de câmera e lanterna poderão ser substituídos por outros comandos e aplicativos.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Publicidade