28 de maio de 2024 Atualizado 17:43

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Brasil e Mundo

Após demissão por demora de entregas, Prates informa aprovação da 2ª etapa do Gaslub

Por Agência Estado

16 de maio de 2024, às 14h06

Um dia após deixar a presidência da Petrobras, Jean Paul Prates informou que, na quarta-feira, 15, dia da sua despedida, que foi aprovada a Fase II do projeto Gaslub (ex-Comperj) no Rio de Janeiro. Durante a gestão do executivo, foi decidido que na unidade seriam produzidos bioquerosene de aviação (bioQAV) e diesel renovável.

“É com muita satisfação que informo a emissão da aprovação da passagem para fase II do projeto que implementa uma planta de BioQAV e Diesel Renovável no Gaslub”, disse Prates nas redes sociais.

A demora para a retomada de obras do Gaslub foi um dos motivos da demissão de Prates pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na última terça-feira, 14.

Além desse projeto, o governo deixou claro que deseja que todos os investimentos da companhia sejam acelerados, um desafio que agora terá que ser perseguido pela ex-diretora geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) Magda Chambriard.

De acordo com Prates, a nova planta terá investimento de US$ 930 milhões, com Valor Presente Líquido (VPL) acima de US$ 1 bilhão.

Serão implementadas uma unidade de pré-tratamento; uma unidade HEFA; unidades auxiliares e sistemas de recebimento, expedição e tancagens de matérias-primas e produtos finais.

A planta terá capacidade de processamento de 1.000.000 t/ano de insumos de origem vegetal e/ou animal, a unidade atenderá as demandas futuras do mercado de biocombustíveis.

“Mais uma demonstração de que a Petrobras esteve, nesses 15 meses, incessantemente focada e efetivamente operante nos investimentos e operações que realmente importam para o Brasil”, disse Prates.

Publicidade