21 de maio de 2024 Atualizado 22:48

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cotidiano

Voos comerciais de malha emergencial começam a chegar ao RS; veja como funciona

Por Agência Estado

13 de maio de 2024, às 19h32

Começaram a chegar ao interior do Rio Grande do Sul os primeiros voos extras da malha aérea emergencial anunciada na semana passada pelo Ministério de Portos e Aeroportos, Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Aeroportos do Brasil (ABR), Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) e companhias aéreas.

O objetivo é transportar passageiros e doações em meio à situação de calamidade enfrentada pelo Estado gaúcho após as enchentes que já deixaram ao menos 147 mortos e 127 pessoas desaparecidas. Até o momento, 447 municípios foram atingidos.

Na segunda-feira, 13, os voos foram para Passo Fundo, Santa Maria, Uruguaiana e Caxias. “A malha aérea nas regiões faz parte do plano emergencial que prevê 116 voos semanais nesta primeira fase, sendo 88 no Rio Grande do Sul e 28 em Santa Catarina”, afirma o governo federal.

“Estamos vendo os primeiros voos extras chegando ao interior do Rio Grande do Sul garantindo, com isso, o direito de ir e vir da população neste momento delicado. Amanhã (terça-feira, 14), vamos nos reunir com o governador Eduardo Leite para discutir a malha e novas medidas”, disse Silvio Costa Filho, ministro de Portos e Aeroportos, por meio de comunicado.

No sábado, 11, três companhias aéreas (Gol, Latam e Azul) operaram com voos para os municípios gaúchos de Passo Fundo, Santo Ângelo e Caxias do Sul.

Confira a malha emergencial:

– Aeroporto de Caxias do Sul (RS) – 25 voos semanais;

– Aeroporto de Santo Ângelo (RS) – 2 voos semanais;

– Aeroporto de Passo Fundo (RS) – 16 voos semanais;

– Aeroporto de Pelotas (RS) – 5 voos semanais;

– Aeroporto de Santa Maria (RS) – 2 voos semanais;

– Aeroporto de Uruguaiana (RS) – 3 voos semanais;

– Base aérea de Canoas (RS) – 35 voos semanais;

– Aeroporto de Florianópolis (SC) – 21 voos semanais;

– Aeroporto de Jaguaruna (SC) – 7 voos semanais;

– Aeroporto de Chapecó (SC) – aumento de capacidade da aeronave.

Aeroporto de Porto Alegre fechado por tempo indeterminado

A água voltou a subir no Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, atingindo diversos aviões que estão parados na pista. Devido à enchente, as operações no local seguem suspensas por tempo indeterminado, segundo a Fraport Brasil, empresa que administra o aeroporto.

A concessionária informou que, em cumprimento à legislação aeroportuária, no dia 6 de maio foi emitido um Notam (Notice to Airman) com data final em 30 de maio. “Trata-se de um documento, reconhecido internacionalmente, que tem a finalidade de divulgar alterações e restrições temporárias que possam ter impacto nas operações aéreas”, disse a concessionária.

Na sexta-feira, 10, o Aeroporto de Rio Grande foi reaberto para operações de resgate e voos humanitários no sul do Estado. O terminal, administrado pela Secretaria de Logística e Transportes (Selt), estava fechado para obras de manutenção desde o começo deste ano.

Publicidade