21 de abril de 2021 Atualizado 11:27

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Covid-19

SP tem recorde de internações em UTI por Covid-19 pelo terceiro dia seguido

Entre casos suspeitos e confirmados, há 6.657 pessoas internadas em UTIs nesta quarta; ocupação é de 69%

Por Marina Zanaki

24 fev 2021 às 17:38 • Última atualização 24 fev 2021 às 17:39

Pelo terceiro dia consecutivo, o Estado de São Paulo bateu recorde de internações em leitos de UTI (Unidades de Terapia Intensiva) pelo novo coronavírus (Covid-19). Entre casos suspeitos e confirmados, há 6.657 pessoas internadas nesta quarta-feira, com taxa de ocupação em 69%.

No ápice da primeira onda da pandemia, em julho, o máximo de internações simultâneas na terapia intensiva havia sido 6.257.

As internações têm se acelerado, colocando em risco de colapso o sistema de saúde do Estado de São Paulo. No atual ritmo, a Secretaria de Saúde estima não haverá mais leitos de UTI em 22 dias.

Nos últimos três dias, 100 pessoas foram admitidas em UTIs. Em dez dias, mais de 660 pessoas foram hospitalizadas em leitos intensivos.

São Paulo está na 8ª semana epidemiológica do ano e já registra 9% de aumento nas internações em relação à anterior – foram 1.538 internações na semana passada e 1.678 esta semana. O dado da 8ª semana considera apenas os dias 21 a 24 de fevereiro.

“Da mesma forma que tivemos no final do ano as festas, tivemos agora o Carnaval, elevando as taxas e comprometendo nosso sistema de saúde. Não adianta só ampliarmos leitos, distribuirmos mais respiradores. Se medidas restritivas não forem feitas, teremos impacto na saúde em 22 dias, deixaremos de acolher”, declarou o Secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn.

Além das aglomerações do Carnaval, o Centro de Contingência também apontou que a circulação de variantes pode estar ajudando a alavancar a transmissão da doença.

O governador João Doria (PSDB) determinou nesta quarta-feira restrição de circulação de pessoas entre 23h e 5h, como resposta às recomendações do Centro de Contingência ante o aumento das internações. A medida entra em vigor na sexta-feira.

Publicidade