02 de março de 2021 Atualizado 00:45

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cotidiano

SP entra com ação no STF contra Saúde para habilitação de leitos de UTI

De acordo com Doria, o Ministério da Saúde pagava por 3.822 leitos de UTI até dezembro do ano passado

Por Agência Estado

10 fev 2021 às 14:33 • Última atualização 10 fev 2021 às 14:57

“Todos os governadores são unânimes em solicitar ao governo federal um calendário”, afirmou Doria - Foto: Governo do Estado de São Paulo

O governador João Doria (PSDB) anunciou em coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira, 10, que entrou nesta manhã com uma ação no Supremo Tribunal Federal contra o governo federal para cobrar a habilitação de 3.258 leitos de UTI no Estado. Ele afirma que essas vagas já estão em funcionamento e deixaram de ser pagas pelo Ministério da Saúde ainda em dezembro do ano passado, sendo custeadas atualmente com verba estadual.

De acordo com Doria, o Ministério da Saúde pagava por 3.822 leitos de UTI até dezembro do ano passado. Hoje, a pasta é responsável pelo custeio de apenas 564 vagas em São Paulo. Ele afirma também que o problema persiste em outros Estados.

Na última segunda-feira, 8, Doria não poupou críticas ao governo federal pela redução no custeio de leitos de UTI para o combate à pandemia da covid-19. Durante a coletiva, ele ameaçou judicializar a questão e levar o assunto ao Supremo Tribunal Federal, se o Ministério da Saúde não demonstrasse uma posição “clara e objetiva” sobre o repasse de verba para essas vagas.

Publicidade