13 de julho de 2020 Atualizado 22:45

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Preocupação

Navio com dois casos suspeitos de coronavírus atracará em Santos

Navio de bandeira chinesa Kota Pemimpin chegou à costa brasileira neste domingo e atraca no porto de Santos nesta segunda-feira

Por Agência Brasil

16 fev 2020 às 16:25 • Última atualização 27 abr 2020 às 10:56

O navio de bandeira chinesa Kota Pemimpin, que tem dois tripulantes com sintomas suspeitos do novo coronavírus, chegou à costa brasileira na tarde deste domingo (16) e atraca nesta segunda-feira (17) no Porto de Santos (SP).

Procedente de Singapura, o Kota Pemimpin esteve em portos chineses nos últimos 30 dias. O navio passou por Xangai em 17 de janeiro, Ningbo no dia 19, Yantian no dia 22; e Hong Kong em 23 de janeiro deste ano.

Foto: Codesp / Divulgação
Navio chinês atraca no porto de Santos nesta segunda-feira

Apesar de chegar neste domingo, o navio só poderá atracar a partir das 23h de segunda (17), devido às condições de maré.

Segundo informações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o capitão do navio encaminhou ao órgão, na última sexta-feira (14), a documentação exigida para a atracação no Porto de Santos.

Após a análise do pedido, chamado de Livre Prática, foi possível verificar, por meio da Declaração Marítima de Saúde e do Livro Médico de Bordo da embarcação, a presença a bordo de dois tripulantes que apresentaram sintomas gripais, como tosse e dor de garganta.

“Por precaução e em observância ao dever de cautela exigido pelo atual cenário epidemiológico global, será feita a Livre Prática a bordo para verificação das condições de saúde dos tripulantes e higiênico-sanitárias da embarcação”, informa a Anvisa, em nota.

Secretaria de Saúde de Santos

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Santos informou que foi notificada pela Anvisa sobre o caso dos dois tripulantes com sintomas suspeitos do novo coronavírus e que vai apoiar a investigação epidemiológica na embarcação quando ela atracar no porto.

Em nota, a secretaria destacou ainda que a rede municipal está preparada para atender casos suspeitos da doença e que, na última quarta-feira (12), participou de um simulado no cais santista, organizado pela Anvisa.