17 de janeiro de 2021 Atualizado 10:21

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Brasil atinge marca de 200 mil mortes pelo novo coronavírus

Total de mortes desde o início da pandemia é de 200.011, com 7.921.803 confirmações de infectados

Por Agência Estado

07 jan 2021 às 19:28 • Última atualização 07 jan 2021 às 21:36

O Brasil chegou nesta quinta-feira (7) à marca de 200 mil mortes causadas pelo novo coronavírus (Covid-19). A contagem foi feito por um consórcio de veículos de comunicação e dá conta de um total de 200.011 óbitos desde o início da pandemia, com 7.921.803 casos confirmados.

O Ministério da Saúde lamentou a marca atingida. “Em nome do Presidente da República, Jair Bolsonaro, do Ministério da Saúde e de todo o Governo Federal, queremos nos solidarizar com cada família que perdeu entes queridos”, diz a Pasta em nota oficial divulgada em sua página na internet.

Ministro Eduardo Pazuello durante coletiva nesta quinta-feira – Foto: Edu Andrade / Fato Press / Estadão Conteúdo

“Para nós, servidores do Ministério da Saúde, não é um momento só de pesar. É também momento de reflexão e de unir forças, para que todos os dias possamos trabalhar empenhados na solução dessa pandemia”, diz a nota, que completa que a Pasta está trabalhando “incansavelmente, acompanhando pesquisas científicas e reforçando diálogos entre o Brasil e outros países para garantir vacinas seguras e eficazes à população”.

Na nota, o ministério agradece e reconhece ainda o empenho e força dos profissionais de saúde, destacando que o trabalho deles permitiu que mais de 7 milhões de vidas no País fossem salvas – o número corresponde aos recuperados da Covid-19.

“Com a união de todos os setores, como empresas aéreas, forças armadas, empresas do setor privado, público, e de todo o Governo Federal, bem como de voluntários que se colocam todos os dias disponíveis para continuar a salvar mais vidas, o Ministério da Saúde prepara o lançamento da maior campanha de vacinação para combate ao coronavírus, a fim de evitar a perda de mais vidas”, diz a nota, que encerra com as seguintes frases: “Brasil imunizado. Somos uma só nação!” (Equipe AE)

Publicidade