27 de maio de 2024 Atualizado 21:46

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cotidiano

Mãe lamenta morte de gêmea recém-nascida em enchente no RS: ‘Te amo daqui a eternidade’

Por Agência Estado

13 de maio de 2024, às 19h32

A gaúcha Gabrielli Silva, que há uma semana buscava informações sobre o desaparecimento da filha Agnes, de seis meses, confirmou a morte da menina neste domingo, 12. A bebê é mais uma vítima da tragédia que já matou ao menos 147 pessoas no Rio Grande do Sul.

“A nossa luta diária de cada segundo de angústia acabou e agora você pode descansar no colo de Deus minha vidinha”, escreveu Gabrielli em suas redes sociais. “Te amo daqui a eternidade.”

Conforme o relato da mãe, a bebê desapareceu quando o barco que resgatava a família virou na enchente, em Canoas, cidade em que viviam.

“Como vou continuar caminhando sem me culpar por tudo? Sei que ninguém teve culpa! Ninguém! Muito menos as pessoas que se disponibilizaram em nós salvar, a todos que estavam dando a vida para nos salvar, toda minha gratidão, vocês são meus heróis”, escreveu a mãe.

Agnes, que era chamada de Miss Simpatia pelos pais, aparece sorrindo em diversas postagens de familiares, quase sempre ao lado da irmã gêmea Ágata. Na publicação mais recente, porém, o macacão que vestia aparece vazio. “Agora este vazio da foto vai ser eterno, agora a saudade e a lembrança vai fazer morada”, disse Gabrielli.

O Rio Grande do Sul vive a maior tragédia climática de sua história, atingido por fortes temporais desde o último dia 29. Segundo a Defesa Civil estadual, 447 dos 497 municípios gaúchos foram impactados, e mais de 500 mil pessoas foram obrigadas a deixar suas casas. Em consequência das chuvas, 127 pessoas seguem desaparecidas.

Publicidade