19 de abril de 2024 Atualizado 18:34

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cotidiano

Integrante do PCC procurado por ataque a senador paraguaio é preso na Grande SP

Por Agência Estado

03 de abril de 2024, às 09h36

Um brasileiro acusado de ter participado de um atentado para matar um senador paraguaio em 2010 no Paraguai foi preso nesta terça-feira, 2, pela Polícia Militar em Diadema, na Grande São Paulo. Ele estava foragido da Justiça paraguaia desde 2011, quando fugiu de um presídio daquele país. Segundo a PM, o suspeito também é investigado por crimes ocorridos no Brasil e tinha ordem de prisão pendente por aqui.

Elton Ramos da Silva, conhecido como Índio, é apontado pela polícia como integrante da facção criminosa PCC, para a qual teria a função de recrutar novos integrantes. A defesa dele não foi localizada pela reportagem nesta terça-feira.

Segundo a polícia paraguaia, em 2010 ele participou da tentativa de assassinar o senador paraguaio Robert Acevedo, em Pedro Juan Caballero, em ataque com mais de 30 tiros. O motorista e o segurança do parlamentar morreram. Acevedo só foi atingido de raspão e sobreviveu.

Na época Silva foi preso, mas no ano seguinte foi resgatado da prisão na mesma cidade onde praticou o crime. Homens armados invadiram a penitenciária e libertaram Silva, que nunca mais havia sido localizado.

Nesta terça-feira, após denúncias, policiais militares da Rota (tropa de elite da PM paulista) localizaram Silva em uma casa em Diadema, cercaram o imóvel e prenderam o suspeito. Segundo os PMs, ele não ofereceu resistência.

Publicidade