Engenheira é morta a tiros em tentativa de assalto na zona sul


Uma engenheira civil de 26 anos foi assassinada a tiros durante uma tentativa de assalto no Jardim Colina, na região da Saúde, zona sul de São Paulo, na madrugada deste domingo, 22. Outra jovem também foi baleada e ficou ferida. Os criminosos fugiram.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP) de São Paulo, Mirella Martins e uma amiga de 25 anos estavam em uma motocicleta Dafra Citycom preta na Rua Dom Pero Sardinha, por volta da meia-noite, quando foram abordadas por dois homens armados em outra moto.

A dupla pediu que Mirella entregasse a moto, mas ela se recusou. Os homens, então, atiraram contra as duas vítimas. A dona do veículo foi alvejada no tórax. Ela chegou a ser socorrida e levada ao Hospital São Paulo, na zona sul, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

A outra vítima foi atingida no dedo indicador, foi levada à mesma unidade de saúde e já recebeu alta.

Os dois criminosos fugiram na moto em que estavam, sem levar o veículo de Mirella. Até a manhã desta segunda-feira, 23, eles ainda não tinham sido identificados.

Foram solicitados exames periciais ao Instituto de Criminalística (IC) e ao Instituto Médico Legal (IML). O caso foi registrado como latrocínio (roubo seguido de morte) no 16º Distrito Policial (Vila Clementino).

Despedida

Nas redes sociais, familiares e amigos lamentaram a morte de Mirella.

“Menina linda, batalhadora, esforçada, com certeza um orgulho para familiares e amigos. Triste, muito triste”, escreveu um parente. “É inacreditável que uma moça tão linda com um futuro brilhante pela frente tenha sua vida ceifada dessa forma.”

O velório de Mirella ocorreu na noite do domingo no Cemitério Parque dos Ipês, em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo. O enterro está programado para a manhã desta segunda-feira.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora