24 de Maio de 2020 Atualizado 10:36

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

‘Em três meses vamos sair dessa crise’, diz presidente do Sebrae-SP

Órgão defende medidas como redução do valor de aluguéis e parcelamento de dívidas para microempresários aguentarem este período

Por Leonardo Oliveira

27 mar 2020 às 12:24 • Última atualização 27 mar 2020 às 12:26

Três meses é o período que as micro e pequenas empresas terão que aguentar para que a economia volte a ganhar “musculatura”. Essa é a previsão do presidente do Sebrae-SP, Tirso Meirelles. Ele foi entrevistado no programa Liberal No Ar desta sexta-feira – o programa é transmitido pelas rádios FM Gold (94.7) e VOCÊ (AM 580).

Tirso afirma que, se nada for feito, os microempreendedores do país irão quebrar. “Hoje, em pesquisas, nós vimos que as micro e pequenas empresas têm grande problema com aluguel, com pessoal, fornecedor, impostos e banco”, relata.

O trabalho do Sebrae é na tentativa de criar condições para que esse grupo “sobreviva” durante três meses. Algumas medidas são defendidas pelo presidente para ajudar no processo. São elas:

  • A concessão de um Refis para parcelamento em 24 meses das dívidas contraídas neste período.
  • Empréstimos facilitados pelos bancos
  • Redução do valor dos aluguéis.
  • Redução de salários para evitar demissões

“As atividades econômicas do mundo todo vão ser extremamente lentas. O dono do aluguel tem que saber que a pessoa que ta lá não quer deixar de pagar, mas ele não tem receita para pagar. Essa é a solidariedade que a sociedade brasileira precisa”, disse Tirso.

O presidente acredita que, se iniciativas não forem tomadas, haverá um crescimento exponencial do desemprego. “Hoje temos que ter união, compaixão, estar unidos para que possamos sair juntos. As pessoas do seu bairro fortaleçam os negócios dos pequenos, pois eles tem um problema muito grande que é a falta de capital de giro”, disse.

Ouça a entrevista na íntegra:

{{1}}