Com 75 casos confirmados, Chile fecha escolas para deter avanço do coronavírus


O presidente do Chile, Sebastián Piñera, anunciou a suspensão de aulas em escolas por duas semanas, a partir de segunda-feira, 15, para evitar a disseminação do coronavírus. O país tem 75 casos confirmados da infecção.

Piñera ordenou ainda que deste domingo, 15, até o dia 30 de setembro, estão proibidas as escalas de cruzeiros de passageiros nos portos chilenos. Foram estabelecidas ainda aduanas sanitárias nas fronteiras terrestres, nas quais serão realizados exames médicos.

Pessoas que ingressarem no país vindas de nações classificadas como de alto risco pela Organização Mundial da Saúde terão de fazer quarentena obrigatória de 14 dias.

A campanha de imunização contra a gripe também foi antecipada para começar nesta segunda-feira. Projeta-se vacinar 8 milhões de chilenos. O país tem 18 milhões de habitantes.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora