Brasileiro ganhador do Nobel da Paz morre de coronavírus

Engenheiro químico recebeu o Prêmio Nobel da Paz, em 2007, com integrantes do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas


Foto: Arquivo Pessoal
Sérgio Campos Trindade era um especialista em energia renovável e consultor em negócios sustentáveis

O especialista em bioenergia Sérgio Campos Trindade morreu ontem, aos 79 anos, em Nova York, por causa de complicações associadas ao coronavírus. A morte foi informada pela Agência Fapesp e por familiares de Trindade nas redes sociais.

O engenheiro químico recebeu o Prêmio Nobel da Paz, em 2007, com integrantes do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), pelo trabalho para a preservação do meio ambiente e pela divulgação do conhecimento sobre mudanças climáticas.

O brasileiro era um especialista em energia renovável e consultor em negócios sustentáveis. Trindade era membro do Comitê Científico para Problemas do Ambiente (Scope, na sigla em inglês), agência vinculada à Unesco.

“Tio Sérgio sempre foi uma referência na família. Uma inspiração e um ponto de contato. Somos muitos ‘Arrudas’ espalhados pelo mundo, mas sempre tivemos na sua casa e de tia Helena Arruda Trindade, próxima a Nova York, um ponto de acolhimento garantido. Encontrá-lo era sempre certeza de escutar novidades”, conta o jornalista Felipe Arruda Mortara, colaborador do Estado e sobrinho-neto de Trindade.

“Quando ele começava a contar sobre suas pesquisas e palestras, sempre se entusiasmava. Era um viajante apaixonado e adorava falar dos países que conhecia. Já manifestava preocupação com as mudanças climáticas há mais de uma década, quando ainda era algo muito abstrato para todos. Uma pessoa à frente de seu tempo. Aliás, soava quase como uma loucura dizer que um parente seu era ganhador de um Prêmio Nobel da Paz. Afinal, sempre disseram que o Brasil nunca teve um Nobel”, afirmou.

O Estado de Nova York tem 5,5 mil casos confirmados de coronavírus, mais de 40% das infecções no país. Os EUA têm 12 mil casos no total.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora