Bolsonaro: qualquer dado sobre desmatamento tem enorme repercussão fora do Brasil


O presidente Jair Bolsonaro convocou uma coletiva de imprensa no Palácio do Planalto para apresentar uma reavaliação de dados sobre desmatamento no Brasil. Também estão presentes os ministros do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e de Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

Ao iniciar a conversa, Bolsonaro disse que informações supostamente inverídicas sobre meio ambiente “nos trazem transtorno fora do Brasil”. Ele disse ainda que qualquer informação sobre o assunto tem “enorme repercussão fora do País” e tem impacto inclusive em possíveis acordos comerciais.

No local da coletiva, há uma apresentação com o título: “Análise expedita do DETER: inconsistências importantes verificadas em relação às áreas e datas dos alertas de desmatamento de junho de 2019”.

Mais cedo, Bolsonaro antecipou que a conversa com jornalistas tem como objetivo tratar dos dados sobre desmatamento no Brasil divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Ontem, Salles disse que o aumento de 88% do desmatamento da Amazônia em junho deste ano ante igual mês de 2018 não “condiz com a realidade”. “O Inpe não disse que tinha esse aumento de 88%. Quem interpretou esses 88% foram as pessoas que coletaram e analisaram dados de maneira equivocada”, afirmou.

Questionado sobre quem eram ‘as pessoas’ ele disse: “Jornalistas, técnicos e ditos especialistas que andaram falando dos 88%. Quem interpretou os dados não foi o Inpe, que faz um trabalho técnico”, afirmou Salles.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora