Depilação: dê tchau para a lâmina!

Cera quente pode ser usada a partir dos 12 anos podendo afinar os pelos mais grossos


Quando criança, pode ser até bonitinho. “Olha que peludinha!”, as tias mais distantes soltam, sempre finalizando com “vai sofrer quando crescer…”. Pois é. Quando chega a fase da adolescência ter muitos pelos não é tão engraçadinho mais, começa a saga pela depilação perfeita. Nessa odisseia, pode ser que a cera quente seja a melhor saída para obter um bom resultado.

Foto: Dener Chimeli / O Liberal
Luiza trocou a lâmina pela depilação com cera quente
De acordo com a esteticista Josi Caramel, a cera quente é uma boa maneira de dar adeus para os pelos. A melhor idade para iniciar o procedimento é com 12 anos, período em que os hormônios começam a mostrar seu verdadeiro poder sobre o crescimento dos pelos.

Os prós é que o pelo ainda é fino e não mudam de espessura, diferente do que acontece com a depilação com lâmina. “Apesar de surgirem os pelos novos, eles são finos. Não vão ficar com pelos grossos”, defende Josi. No entanto, apesar de ser fino, a especialista não pode confirmar se a dor diminui. “A dor é muito relativa. Tem gente que acha dolorido e tem gente que não sente nada”.

Outra coisa que a depilação com cera quente não garante é a diminuição da quantidade de pelos. “Até uns 18 anos, ainda vão nascer muitos pelos. O legal é que não engrossa, mas para diminuir só a partir dessa faixa etária”, adianta. Resumindo: os prós superam os pontos negativos. Essa tese se comprova com a grande procura deste tipo de depilação por parte das adolescentes. De acordo com a esteticista, as pernas, o buço e as axilas são as partes do corpo que elas querem acabar com os pelos. “A virilha é o lugar que mais demoram para iniciar. Só por volta dos 14 anos”, diz Josi.

Pele mais macia
A estudante Luiza Heineck Leonel, 14, procurou há um ano a depilação com cera quente. “Estava começando a nascer os pelos e preferi não usar lâmina. Já sabia que ela deixava o pelo mais grosso”, conta ela. “Eu gostei da sensação. Deixou a pele mais macia. Senti dor, mas hoje estou acostumada. Até indico para as amigas.”

A orientação é, assim como Luiza, procurar um profissional para depilação com cera quente. Isso porque, segundo Josi, o risco de se machucar tentando reproduzir em casa é grande. “Qualquer depilação com cera o ideal é com especialista para não ocorrer danos muitos graves. Pode se queimar ou machucar a pele”, alerta.

A depilação com cera quente deve ser feita a cada 21 ou 30 dias, para obter um bom resultado. O preço varia de R$ 30 a R$ 80, conforme o local.

Diferença da cera quente com…

Cera fria
Pouco usada pelos profissionais e mais comum na depilação caseira. Costuma vir em papéis ou plásticos que você precisa esfregar antes de ter o contato com a pele. A desvantagem é que este tipo de cera quebra os pelos, já que a quente dilatada os poros e arranca o pelo com a raiz.

Cremes depilatórios
Geralmente tem a mesma função da lâmina. São agressivos e não recomendados pelos profissionais por possuírem substâncias corrosivas que cortam o pelo. Se utilizado em uma região sensível e ficar exposto ao Sol, pode dar queimadura ou machucar a pele.

Lâmina
É ruim porque na maioria das pessoas desencadeia o processo de foliculite (inflamação do pelo).

Laser
A depilação definitiva com laser é feita 1 vez por mês, de 6 a 10 sessões para um adulto. Para um adolescente, é importante entender que, por ainda estar em fase hormonal, vai demorar mais para os pelos sumirem.

Consultoria: Josi Estética

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora