06 de dezembro de 2021 Atualizado 15:19

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Corpo em evidência

Rainer Cadete fala da preparação para a segunda parte de ‘Verdades Secretas’

Primeira reação do ator com a escalação foi procurar um nutricionista e um personal trainner para voltar à forma exibida anos atrás

Por Geraldo Bessa - Tv Press

15 out 2021 às 12:46

Dois meses antes das gravações, Rainer começou uma reeducação alimentar e se dedicou a uma intensa rotina de exercícios físicos - Foto: Divulgação

O projeto de continuação de “Verdades Secretas” existe desde o final da novela original, em 2015. Intérprete do afiado “booker” e professor de passarela Visky, Rainer Cadete só acreditou que a ideia iria realmente ganhar o vídeo quando recebeu uma ligação de Amora Mautner, diretora artística da segunda parte da trama assinada por Walcyr Carrasco, avisando que seu personagem estaria no texto.

A primeira reação do ator com a escalação foi procurar um nutricionista e um personal trainner para voltar à forma exibida anos atrás. No início deste ano, cerca de dois meses antes das gravações, Rainer começou uma reeducação alimentar e se dedicou a uma intensa rotina de exercícios físicos. Em março, durante a prova de figurino, já tinha perdido cerca de 11 quilos. “Visky tem esse corpo mais esguio. Como ator, tive de fechar a boca mesmo. Foram dois meses com nada de álcool, pizza, hambúrguer. Tive a ajuda de profissionais sensacionais, que me acompanharam nesse momento de transformação. Não foi fácil”, ressalta.

Durante as gravações, Rainer se surpreendeu com a volta do folhetim original à faixa das 23h da Globo. Para ele, é divertido rever seu desempenho enquanto prepara a versão 2021 de Visky. Em cena, o personagem continua se dividindo entre atitudes egoístas e pouco ortodoxas, mas também tendo alguns acessos de bondade. A troca de chefe, entretanto, é o que dará um novo tom ao papel.

Em “Verdades Secretas 2”, Visky passa a ter uma nova musa: sai a Fanny, de Marieta Severo, e entra Blanche, papel da atriz portuguesa Maria de Medeiros. “Muitos anos se passaram. Eu mudei e o personagem também. A base dele é a mesma, mas ele volta com outra trama e outros dilemas. A segunda temporada o mostra um pouco mais maduro, mas não menos maluquinho”, conta o ator que teve de colorir o cabelo de azul para as novas gravações.

“Tem de cuidar muito para não ressecar os fios. A caracterização do personagem foi totalmente atualizada”, garante. Nos novos capítulos, Rainer também vai protagonizar cenas quentes ao lado de outros nomes do elenco. Por conta disso, o ator também caprichou nas sessões de bronzeamento.

Apesar da paralisação sofrida pelo setor audiovisual por conta da pandemia, Rainer segue cheio de projetos. Na contramão do exagero estético de Visky, ele aparece como agente policial em dois longas ainda inéditos e com previsão de estreia para os últimos meses de 2021. Em “Intervenção”, ele é o extrovertido Caio, um policial que acaba investindo na carreira de youtuber. Já em “Virando a Mesa”, ele vive Jonas, um policial civil que que se mostra um gênio do pôquer e acaba se envolvendo com o mundo clandestino dos jogos de azar.

“Fiz pouco cinema e vi que era a hora de investir mais tempo na sétima arte”, conta. Fora da atuação, Rainer também acaba de mostrar sua porção cantor. Já disponível nas plataformas de “streaming”, em parceria com Renato Luciano, ele lançou o EP “Leves e Reflexivas”. “Já cantava antes de começar a atuar. Foi a música que me levou para o teatro. Na pandemia, com tempo para criar, acabou que eu e Renato fizemos esse projeto em dupla. Meu lado cantor é para falar as coisas que penso. Isso é de uma liberdade incrível”, exalta.

Natural de Brasília, Rainer mora no Rio de Janeiro desde 2005, ano em que resolveu focar de vez na carreira de ator. Na capital fluminense, estudou na conhecida Casa das Artes de Laranjeiras e fez parte da Oficina de Atores da Globo. A estreia na emissora, inclusive, foi com uma pequena participação nos primeiros capítulos de “Caras & Bocas”, de 2009. Seu desempenho acabou chamando a atenção de Walcyr Carrasco, autor mais recorrente na carreira de Rainer, e que o escalou para um papel de destaque em “Amor à Vida”, de 2013, onde viveu o médico Rafael.

“Na tevê, um trabalho puxa o outro. Me entrego de verdade a cada novo personagem e tenho aprendido muito. O Walcyr está sempre levando minha atuação para lugares diferentes”, valoriza Rainer, que também trabalhou sob o texto de Walcyr em produções como “Êta Mundo Bom!” e “A Dona do Pedaço”.

Publicidade