14 de agosto de 2022 Atualizado 11:50

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Celebridades

Por outros caminhos

CAROLINE BORGES - TV PRESS

Por CAROLINE BORGES - TV PRESS

04 de agosto de 2022, às 10h00 • Última atualização em 04 de agosto de 2022, às 10h01

Bella Chiang ainda está no início de sua trajetória profissional. Ainda assim, a atriz de 15 anos já percebeu que a televisão é uma fonte de surpresas. Antes de integrar o elenco de “Poliana Moça”, Bella fez testes e foi aprovada para a novela “Patinho Feio”, do SBT. A produção, no entanto, foi descontinuada pela emissora, fazendo surgir uma inesperada nova oportunidade para a atriz em seu caminho diante do vídeo. “Logo depois que o projeto caiu, surgiram alguns boatos de que eu seria realocada para ‘Poliana Moça’, mas ninguém tinha entrado em contato comigo. Depois de um tempo, o convite virou real e me ligaram avisando que tinham uma personagem dentro do meu perfil. Fiquei muito feliz”, valoriza a atriz, que vive a vilã Song Park na trama infantojuvenil.

Na história, a personagem é uma jovem coreana, que chega à Escola Ruth Goulart a partir de uma transferência escolar. Song aparenta ser fechada, mas, ao contrário do que se espera, ela não é nada tímida. Canta, dança e arrebenta em suas apresentações. Por isso, mesmo sendo novata no colégio, já conquista um lugar de destaque na sala. Ao lado dos amigos, ela causa uma série de intrigas na turma. “Estou adorando fazer uma vilã. É uma experiência incrível. Para ser sincera, até eu me assistindo fico com ódio da minha personagem (risos). Mas, ao mesmo tempo, me sinto feliz e tranquila de saber que a cena ficou da forma como eu esperava. A Song é uma vilã que age mais nas sombras, sabe de muita coisa e ela vai mostrar que sabe no momento certo! A sutileza na ‘vilania’ dela me surpreende”, explica.

Apesar do perfil venenoso da personagem, Bella tem se surpreendido com a repercussão de seu trabalho. A atriz revela que o público tem ficado bem dividido sobre as maldades de Song Park. Tudo depende do capítulo do dia. “Tem dias que as pessoas atacam muito a Song. Mas, no dia seguinte, concordam com as ações dela. Então, o público fica bem dividido entre amar e odiar completamente. Mas ser ‘odiada’ não é ruim, pelo contrário, é sinal de trabalho bem-feito”, aponta.

Em sua primeira novela, a atriz, que faz teatro desde os seis anos, já tem certa intimidade com as câmeras. Ela integrou, por quatro temporadas, o elenco do seriado “Escola de Gênios”, do Gloob, em que viveu a personagem Margot. O período na produção infantil foi importante para seu crescimento diante do vídeo. “Quando revejo as cenas da terceira temporada e depois da quarta, por exemplo, dá para ver um crescimento grande, diferença no comportamento, emoção… E não foi apenas a Bella que cresceu, mas a Margot também! Uma experiência surreal. Adorei”, vibra.

Publicidade