05 de junho de 2020 Atualizado 15:43

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Estreia

Memória tropical na televisão

Reprise da aventureira “Novo Mundo” prepara o público das seis para “Nos Tempos do Imperador”

Por Guilherme Magnin

28 mar 2020 às 12:07

A paixão por História do Brasil e tramas recheadas de aventura acabaram por aproximar Thereza Falcão e Alessandro Marson. Amigos desde que entraram na Globo como colaboradores, na virada dos anos 2000, a dupla resolveu aglutinar ideias e referências ao receberem da emissora uma encomenda para a faixa das seis.

O resultado dessa aposta foi a “capa-espada” “Novo Mundo”, exibida originalmente entre março e setembro de 2017. O trabalho deu tão certo que acabou ganhando uma continuação com “Nos Tempos do Imperador”, novela que teve sua estreia adiada por conta da pandemia de Coronavírus. Com isso, as tramas que estavam no ar foram interrompidas. Mas como “Éramos Seis” estava na reta final, a Globo escalou para ocupar o horário da seis, já a partir de amanhã, dia 30 de março, uma versão compacta de “Novo Mundo”.

Foto: Divulgação / TV Globo
A arquiduquesa austríaca Leopoldina, de Letícia Colin, e D. Pedro 1, de Caio

A ideia foi aproveitar o elo entre as duas tramas para refrescar a memória do público e usar a reprise como uma espécie de introdução. “É uma escolha muito pertinente. Uma novela começa quando a outra acaba. Vai ser ótimo rever as aventuras de D. Pedro 1 e ‘preparar’ o terreno para D. Pedro 2. São dois momentos da história que dizem muito sobre o que a gente se tornou como nação”, conta Tereza.

O ponto de partida de “Novo Mundo” é a vinda ao Brasil da arquiduquesa austríaca Leopoldina, de Letícia Colin, para conhecer seu marido, D. Pedro 1, de Caio Castro, com quem casou-se por procuração. Cruzando o Oceano Atlântico a bordo de uma nau durante 92 dias, a então princesa do Reino Unido de Portugal traz consigo uma comitiva composta por nobres, cientistas e artistas, todos ávidos para conhecer o que existe do outro lado do mundo.

ELENCO

Entre os destaques do elenco, Colin e Castro conquistaram o público com atuações inspiradas de seus protagonistas. Pela primeira vez, a imperatriz deixou de ser uma coadjuvante de luxo na história de amor entre D. Pedro e Domitila, papel de Agatha Moreira, para mostrar seus dilemas e paixões em território nacional. A novela também se torna palco de uma grande disputa pelo amor de Anna, de Isabelle Drummond, culta professora inglesa que tem como missão dar suporte à princesa. De um lado, Anna se vê encantada pelo destemido e arteiro Joaquim, de Chay Suede. Ao mesmo tempo, ela tenta se desvencilhar das investidas do ambicioso oficial inglês Thomas, de Gabriel Braga Nunes.

Foto: Divulgação / TV Globo
Anna, de Isabelle Drummond, culta professora inglesa, e o destemido e arteiro Joaquim, de Chay Suede

No núcleo cômico, o trio formado pela atriz decadente Elvira, e o casal dono da taberna local, Germana e Licurgo, personagens de Ingrid Guimarães, Viviane Pasmanter e Guilherme Piva, garantiu as risadas da faixa, que ainda teve ótimos desempenhos de nomes como Felipe Camargo, Sheron Menezzes, Julia Lemmertz e Jonas Bloch, entre outros.

“Novo Mundo” – Globo – reestreia prevista para segunda-feira, dia 30, às 18h20.