20 de janeiro de 2022 Atualizado 19:53

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Celebridades

Ebulição artística

Valentina Herszage quer usar a experiência em “Quanto Mais Vida, Melhor!” para diversificar a carreira

Por Caroline Borges / TV Press

13 jan 2022 às 09:48 • Última atualização 13 jan 2022 às 09:49

A Flávia, personagem de Valentina Herszage, em “Quanto Mais Vida, Melhor!”, enfrenta uma experiência de quase morte com os outros três protagonistas, para que repensem a existência na Terra. A atriz, no entanto, dispensa este tipo de situação limite para avaliar os rumos de sua trajetória. A intérprete da atrevida Flávia costuma refletir sobre sua vida a cada novo trabalho que cruza seu ainda breve caminho artístico.

“Como atriz, tenho a sensação de que, a cada trabalho, eu faço uma análise. Sinto que a gente aprende muito com os personagens. A Flávia, por exemplo, é uma mulher que desejo ser cada vez mais. Ela tem um lado humano incrível e muito empoderada. A arte é a via que me faz rever e repensar tudo”, explica Valentina, que não restringe suas possibilidades artísticas ao longo da carreira. “Adoro escrever, atuar e cantar. Isso é a celebração da vida”, completa.

Além de se exercitar no pole dance, Valentina também exerceu seu lado cantora nas gravações da novela – Foto: Divulgação

Na novela das sete, Flávia tem a vida mudada ao passar por um acidente de avião ao lado de Guilherme, Neném e Paula, interpretados por Mateus Solano, Vladimir Brichta e Giovanna Antonelli. Ao lado deles, ela descobre que pode ter apenas mais um ano de vida. Enquanto aguarda a Morte, papel de A Maia, decidir quem irá partir, ela tenta seguir sua vida e fugir da polícia após participar de um assalto em um aeroporto.

“A Flávia é uma personagem que reage e não se entrega. Acho que essa novela chega em um momento muito bom. Ano passado, todos ficamos em casa e longe de quem amamos. Foi uma angústia. Essa trama fala sobre valorizar as pessoas, empatia e amor. Os personagens ganham uma segunda chance para olharem as pessoas em volta, o mundo e suas próprias atitudes”, aponta.

Enquanto aguardava o início das gravações por conta da pandemia de Covid-19, Valentina utilizou o tempo isolada em casa para se aprofundar em uma das principais atividades da personagem: o pole dance. Além de ver vídeos sobre o assunto, ela também focou em melhorar a forma física. Por isso, passou a ter aulas com um “personal” de forma remota.

“Malhar foi importante porque o pole dance requer muita força. A gente trabalha muito o abdômen e o ombro. É muito difícil fazer pole dance, mas é apaixonante também”, explica Valentina, que buscou referências cinematográficas para compor Flávia. “O filme ‘Closer’, que contou com a Natalie Portman no elenco, me chamou muito atenção”, compara.

Além de trabalhar suas habilidades no pole dance, Valentina também exerceu seu lado cantora ao longo das gravações de “Quanto Mais Vida, Melhor!”. Em cena, a personagem aparece soltando a voz constantemente. O canto, no entanto, não é uma novidade em seu caminho profissional.

“Eu sempre me conectei muito com o teatro, claro, e muito com o canto, que sempre me acompanhou durante a minha vida. Eu vim da série ‘Hebe’, em que eu fazia a Hebe Camargo na fase jovem, quando ela era cantora. Acabei de vir de um trabalho em que eu estudei música também, e aprendia as músicas da Carmem Miranda. Então, para mim, cantar é sempre uma bênção. É sempre presente”, valoriza.

Antigos amigos

Valentina Herszage tem redefinido relações em “Quanto Mais Vida, Melhor!”, da Globo. Há pouco meses, ela revisitou seu trabalho em “Pega-Pega”, em que viveu a lúdica Bebeth. Na trama, a personagem era filha do megaempresário Eric Ribeiro, de Mateus Solano, que também integra o elenco de “Quanto Mais Vida, Melhor!”.

Agora, porém, os dois se reencontram com papéis diferentes e uma relação romântica em pauta. “Trabalhar com o Mateus é incrível. Temos uma parceria muito firme e bonita. Ele é como minha base ou âncora em cena. Logo nós percebemos que teríamos de reinventar nossa relação diante do vídeo e nos jogamos”, explica.

Além de Mateus Solano, Valentina também reencontrou Jaffar Bambirra, que vive o músico Murilo. Os dois também fizeram par romântico em “Pega-Pega”. “Entramos juntos na tevê. Lembro do nosso primeiro dia nos Estúdios Globo, acredita? A gente não entendia nada do que estava acontecendo. Estávamos desesperados (risos). Foi lindo reencontrá-los”, elogia.

Publicidade