Mergulhe nessas incríveis atrações submersas

A humanidade deixa suas marcas também nas profundezas das águas: ruínas de naufrágios, estátuas e até mesmo museus subaquáticos; confira


Mais de 70% da área total da Terra é coberta por água. Curiosamente, apenas 5% da vastidão dos oceanos foi explorada pelo homem. No entanto, nesses ecossistemas biodiversos os organismos vivos não são os únicos sinais de vida encontrados debaixo d’água. A humanidade também deixou sua marca nas profundezas, pontuando-as com belos e trágicos lembretes de nossa existência. De ruínas de naufrágios, passando por estátuas e até museus subaquáticos, confira as atrações submersas mais impressionantes do mundo!

Ithaa

Foto: Divulgação
Ithaa

Maldivas. Localizado a cinco metros abaixo do nível do mar, este é o primeiro restaurante subaquático com estrutura de vidro do mundo. O espaço gastronômico faz parte do resort Conrad Rangali Maldives Island e oferece vistas panorâmicas que permitem aos clientes jantarem, enquanto os peixes nadam à sua volta.

Cristo do Abismo

Foto: Divulgação
Cristo do Abismo

Itália. A estátua de bronze submersa de Jesus Cristo, feita por Guido Galletti, está alojada no Mar Mediterrâneo, perto de San Fruttuoso. Mas a “família” da estátua cresceu desde que foi originalmente colocada em 1954. Outros modelos foram encontrados em diferentes partes dos oceanos do mundo. A segunda estátua de bronze foi submersa na costa de Granada, em 1961, enquanto uma terceira, foi descoberta em 1965, nos Estados Unidos ao longo da costa de Key Largo, na Flórida (EUA).

Destroços de Sweepstakes

Foto: Divulgação
Destroços de Sweepstakes

Canadá. Localizada no Lago Huron, em Ontário, essa embarcação canadense, chamada Sweepstakes, afundou em setembro de 1885. Este é um dos vários navios que afundou na região de Great Lakes, a maioria dos quais permanece inacessível. O Sweepstakes pode ser visitado por mergulhadores.

Monumento Yonaguni

Foto: Divulgação
Monumento Yonaguni

Japão. Localizada ao longo da costa de Yonaguni, ao sul das ilhas Ryukyu, esta formação tem sido alvo de muitas especulações. Descobertos em 1986, alguns afirmam que a formação foi obra humana, enquanto outros argumentam que é natural que as constituições de arenito nas áreas tectônicas desenvolvam essa forma.

Lagoa Chuuk

Foto: Divulgação
Lagoa Chuuk

Micronésia. Antes conhecida como Lagoa Truk, esse é um destino imperdível para os entusiastas de lendário naufrágio. Principal base do Japão durante a Segunda Guerra Mundial, o espaço abrigou a frota do País durante o conflito, cujos esqueletos podem ser vistos espalhados pelo fundo. Esse cenário é resultado de um ataque dos Estados Unidos em fevereiro de 1944, conhecido como Operação Hailstone, que transformou a lagoa em “o maior cemitério de navios do mundo”, segundo o The New York.

Parque Arqueológico de Baia

Foto: Divulgação
Parque Arqueológico de Baia

Itália. Baia serviu como uma cidade recreativa para as elites romanas, incluindo figuras como Nero, Cícero e César. Até o século 8I, o lugar era uma versão romana de Las Vegas. Mas a cidade foi saqueada pelos sarracenos no século 8 e, por volta de 1500, o local estava em ruínas. Devido à atividade vulcânica na área, que fez com que os níveis de água subissem, as ruínas estão agora submersas. Autoridades locais abriram o lugar para atividades de mergulho em 2007.

Neptune Memorial Reef

Foto: Divulgação
Neptune Memorial Reef

Estados Unidos. Guardado por leões esculpidos, os restos de entes queridos podem ser depositados nesta ‘cidade’ subaquática. Situado a 5,2 km da costa de Key Biscayne, na Flórida, o recife artificial funciona como um cemitério submarino.

Molinere Underwater Sculpture Park

Foto: Divulgação
Molinere Underwater Sculpture Park

Granada. Situado na costa oeste de Granada, este projeto ecológico foi destinado a criar novos locais para que os corais e outras espécies marinhas cresçam em esforços para conservar os recifes locais.

Museu Subaquático de Cancún

Foto: Divulgação
Museu Subaquático de Cancún

México. Conhecido como MUSA, o lugar foi inaugurado em 2010 em um esforço para salvar os recifes de corais da área. Tornou-se um destino alternativo de mergulho. O museu tem cerca de 500 peças de arte, a maioria do escultor britânico Jason de Caires Taylor, mas também inclui obras de artistas mexicanos.

Foto: Divulgação
Estátua Amphitrite

Estátua Amphitrite

Ilhas Cayman. Posicionada a quase 17 metros abaixo da superfície da água, esta estátua de sereia é do escultor e mergulhador canadense Simon Morris. O monumento, que leva o nome da esposa de Poseidon na mitologia grega, tem 2,7 metros e pesa cerca de 270 kg.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora