Feliz Aniversário Recife e Olinda!

Recife e Olinda completam 481 e 483 anos, respectivamente, com muitos atrativos históricos, culturais e naturais


Neste 12 de março, Recife, capital de Pernambuco, e a vizinha Olinda, cidade patrimônio histórico da humanidade, desde 1982, estão aniversariando com muita festa e atividades culturais iniciadas ainda no fim de semana. Situadas uma ao lado da outra, Recife com seus 481 anos e Olinda com seus 483 respiram história, riqueza cultural, belezas naturais e um povo festeiro e apaixonado pelos passos do frevo – ritmo considerado pela Unesco patrimônio imaterial da humanidade – e pelo maracatu, o mais antigo ritmo afro-brasileiro. As duas manifestações culturais atraem todos os anos, durante o carnaval, milhares de turistas de todas as partes do Brasil e do mundo.

Olinda é a “irmã mais velha” erguida em 1535 em uma colina no Alto da Sé. Recife veio logo em seguida, 1537, sobrepondo-se a vila que a originou, localizada na foz dos rios Capibaribe e Beberibe e protegida pelos rochedos de coral e arenito que formam uma barreira natural. Além do casario colonial colorido dos séculos 18 e 19, os centros históricos e as igrejas barrocas são verdadeiros tesouros da religiosidade e do patrimônio histórico de Pernambuco que atraem visitantes, o ano inteiro, de todo o mundo.

Foto: Divulgação
Recife

A Concatedral de São Pedro dos Clérigos reforça com a Catedral Sé de Olinda o conceito de cidades-irmãs. As duas igrejas então entre as mais procuradas pelos turistas que visitam Recife e Olinda. As duas cidades foram marcadas pela presença holandesa, no início da colonização (1630-1654), de olho na riqueza da cana-de-açúcar. É dessa época a primeira sinagoga das américas, o primeiro observatório astronômico, o primeiro farol e o primeiro jardim zoobotânico do continente americano.

Também da época do domínio holandês, o Forte das Cinco Pontas abriga o Museu da Cidade do Recife e destaca-se pelo acervo que preserva a história urbana e social do Recife. Entre os museus modernos e interativos estão o Cais do Sertão e o Paço do Frevo, ambos no centro histórico do Recife. A Casa da Cultura é um dos principais centros de artesanato de Pernambuco, bem como o tradicional Mercado de São José.

Foto: Divulgação
Olinda

Os parques do Recife também destacam-se na paisagem da capital pernambucana, entre eles está o Parque das Esculturas Francisco Brennand, situado no molhe do bairro do Recife Antigo, nas imediações da praça do Marco Zero, cartão-postal do Recife. O espaço, criado em comemoração aos 500 anos do descobrimento do Brasil, é um museu ao ar livre e abriga 90 obras do pernambucano Francisco Brennand. São monumentos de cerâmica, como as sereias; esculturas em bronze, como os pelicanos; e uma torre de argila e bronze de 32 metros de altura. O parque pode ser visto de outro ângulo através de um passeio de catamarã pelo rio Capibaribe, que também proporciona outra visão da cidade para quem visita o Recife.

As praias de Olinda e Recife então entre os atrativos mais procurados pelos turistas. A Praia de Boa Viagem é principal delas e está protegida por uma barreira de recifes naturais que deu o nome da cidade. Recife é a porta de entrada do litoral de Pernambuco para quem chega de avião com destino a algumas das praias mais badaladas do Nordeste, entre elas, Porto de Galinhas. Recife é também o destino de mergulhadores de todo o mundo por sua rica vida marinha em águas transparentes e mornas além dos naufrágios que são uma atração à parte.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!