Cristo Redentor vai ganhar efeito visual no réveillon

As comemorações do fim de ano no Rio de Janeiro contam também com a tradicional queima de fogos em Copacabana


O Cristo Redentor ganhará vida na noite do réveillon e “olhará” para bairros da cidade que ficam às suas costas. A ilusão será criada por meio de uma técnica conhecida como videomapping, que fará projeções digitais sobre a estátua, dando a impressão que ela faz um giro de 180 graus. Uma mensagem de paz em linguagem de sinais também será projetada na estátua.

O anúncio dos detalhes da festa foi feito nesta terça-feira pela prefeitura. As comemorações do fim de ano contam também com a tradicional queima de fogos em Copacabana – são 14 minutos de espetáculo pirotécnico este ano, três a menos que no ano anterior. Os fogos serão lançados a partir de dez balsas e estão projetados para produzirem menos fumaça.

“Diminuiremos o uso de bombas menores, incrementando com novas e inéditas de diferentes polegadas e um grande poder de abertura e duração”, explicou Marcelo Kokote, da Vision Show, responsável pelo espetáculo pirotécnico. “O resultado será uma melhor visualização, com ganho de redução de fumaça e novo impacto visual.”

As principais atrações na Praia de Copacabana são Gilberto Gil e Ludmilla. Mas estão previstas apresentações também de Baby do Brasil e da escola de samba Beija Flor. A expectativa é de que dois milhões de pessoas participem da comemoração – considerada a maior festa a céu aberto do mundo.

“Teremos uma virada inesquecível”, prometeu o presidente da Riotur, Marcelo Alves. “A festa de 2019 vai homenagear o estilo de vida do carioca, da gema ou de coração. Na comemoração, vamos apreciar belíssimas imagens do Rio e nos encantar com depoimentos de amantes da nossa cidade. Estaremos todos, unidos, dando boas-vindas a 2019 com uma queima de fogos inédita e um repertório diversificado, que vai da MPB ao funk.”

Haverá também celebrações da virada do ano em outras oito localidades: Flamengo, Guaratiba, Ilha do Governador, Ilha de Paquetá, Madureira, Penha, Ramos e Sepetiba. Doze hotéis da orla da Barra da Tijuca e do Recreio, na zona oeste, também farão uma queima de fogos.

De acordo com estimativas da Riotur, aproximadamente um milhão de turistas devem visitar a cidade no fim do ano, movimentando R$ 3 bilhões. Segundo um levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio (ABIH-RJ) e do SindHotéis Rio, a taxa média de ocupação hoteleira na primeira quinzena de dezembro já está em 85% – um porcentual superior ao registrado no mesmo período do ano passado, que era de 51%.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora