Sexóloga tira dúvidas sobre hora H

Psicóloga e sexóloga do Altas Horas, Laura Muller, bate um papo descontraído com o teen!


Foto: Divulgação
Laura Muller lançou livro para quem tem dúvidas sobre sexo, mas tem vergonha de perguntar

Ela é figura conhecida do programa Altas Horas, da TV Globo. Todos os sábados, desde 2007, responde com simpatia e desenvoltura perguntas variadas da plateia e dos convidados. O assunto? Sexo!

A psicóloga, sexóloga e palestrante Laura Muller, lançou recentemente um livro para quem tem várias dúvidas sobre sexo mas tem vergonha de perguntar. A obra, intitulada “Meu amigo quer saber…tudo sobre sexo”, ajuda qualquer um a se sentir mais seguro na hora H e esclarece, de forma clara e objetiva, neuras de quem está ingressando nesse misterioso mundo. Laura bateu um papo com o teen! e deu uma prévia do que vocês podem encontrar no livro. Confiram!

Tire suas dúvidas…

TEEN! Como é essa história de primeira vez?
LAURA MULLER. Como qualquer primeira vez na vida: o primeiro dia de aula, o primeiro beijo, a primeira menstruação, a primeira ejaculação no meio da noite de sono e por aí vai. O que eu quero dizer com isso? Que a primeira transa envolve surpresas, fantasias, inseguranças, medos, prazeres, preocupações, diversões, escorregões e tudo o mais que todas as outras “primeiras vezes” que vivemos na vida envolveram (e envolverão) também. Ou seja: primeira transa é algo novo, e por isso diferente, curioso… e único! E essa primeira vez será sua, só sua. Quer dizer: será (ou foi?) diferente da primeira vez da amiga, do primo, do colega da academia…Para saber como é que é, de fato, só mesmo vivendo esse momento.

Quando a menina deixa de ser virgem, sai sangue e dói?
Nem sempre há sangramento e dor quando o hímen se rompe. Isso depende do tipo de hímen e do quanto você está excitada na hora H. Se estiver bastante estimulada, a vagina vai se lubrificar e dobrar de tamanho. E essas mudanças corporais facilitam a penetração: ocorrem para que o sexo traga muito prazer em vez de dor. Mas…como sexo tem um pouco a ver com aprendizado, pode ser que nas primeiras vezes as coisas não saiam como o esperado. A dica é: vá com calma, procurando, aos poucos, descobrir como pode ser prazeroso.

Absorvente interno tira a virgindade?
Depende do tipo de hímen. Há vários tipos, inclusive um com um orifício central que costuma permitir a passagem do absorvente interno de tamanho pequeno sem o risco de rompimento. Mas, para saber se esse é o seu caso, só mesmo visitando o ginecologista e checando com ele.

Ejacular e chegar ao orgasmo é a mesma coisa?
Não. A ejaculação acompanha o orgasmo masculino, por isso as pessoas acham que é a mesma coisa. Mas pode ocorrer orgasmo sem ejaculação. Em algumas culturas orientais, aliás, acredita-se que o melhor orgasmo é aquele que ocorre sem a ejaculação.

O tamanho do pênis faz diferença para o prazer?
Não. Isso é um mito. O que faz diferença é o relaxamento, a excitação, a ansiedade, o medo. Ou seja, os fatores psicológicos são os que mais influenciam. Quanto aos físicos, mais importante é saber como e onde tocar para sentir prazer. Os homens se preocupam demais com o tamanho do pênis, pois acham que isso é que dá tesão à mulher. Querem um pênis grande, comprido – e vivem medindo o pênis para ver se o comprimento está ok. Estão enganados!

Qual é a frequência sexual ideal?
É uma grande bobagem essa história de que existe uma frequência ideal. Não há. Depende de cada pessoa, de cada casal. O importante é saber se a frequência é adequada para ambos, isto é, se o casal está satisfeito com ela. A atenção deve ser voltada para a qualidade da transa e não para quantas vezes ela ocorre.

DST (doença sexualmente transmissível) atrapalha o prazer?
Claro que sim! Toda doença sexualmente transmissível pode atrapalhar o prazer. Isso porque as DSTs costumam incomodar e provocar alterações na nossa região genital, como coceira, irritação e outros desconfortos. O melhor é se cuidar para não pegar. E, caso tenha pegado alguma doença, ir logo ao médico e fazer o tratamento direito é a melhor opção.

Quais são os principais sinais de DST?
O básico do básico é: garotas e garotos precisam ficar atentos toda vez que: sentirem dor, coceira, incômodo, presença de verruga ou surgimento de ferida. Estes são apenas alguns sinais. Ao se deparar com algum deles, abra o olho e procure um médico para examinar direitinho o que está acontecendo, pois isso pode ser indício de alguma infecção ou doença sexualmente transmissível.

Quando estamos liberados de usar camisinha?
Não dá para se liberar da camisinha, mesmo que o namoro fique sério, pois essa é a única forma de evitar a transmissão de doenças.

LIVRO
“Meu amigo quer saber…tudo sobre sexo”
Autora: Laura Muller
Editora: Leya
Páginas: 160
Preço: R$ 24,80

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora