Alimentos de verdade!

Há alimentos que são ricos em nutrientes e substâncias feitas para serem consumidas, porém, em nada contribuem para a saúde do corpo


Você sabia que existem alimentos que são verdadeiramente considerados alimentos e outros que são apenas substâncias comestíveis? Nem sempre é feita essa classificação, mas a diferença entre eles é bastante simples e fácil de identificar: os alimentos “verdadeiros” podem ser encontrados na natureza, enquanto as substâncias comestíveis são derivadas de processos industriais, como explica o especialista em emagrecimento, nutrição e bem-estar, Rodrigo Polesso.

“Os alimentos verdadeiros são ricos em nutrientes e sempre fizeram parte da história do ser humano, como a carne e os grãos, por exemplo. Já as ‘substâncias comestíveis’ são alimentos industrializados, tipicamente refinados ou ultraprocessados, e pouco nutritivos”, diz.

Portanto, carnes, grãos, legumes, laticínios, verduras, frutas e gorduras naturais (azeite de oliva, óleo de coco) são considerados alimentos verdadeiros ou naturais. Já os alimentos que contêm açúcar, adoçantes artificiais, farináceos, massas e óleos vegetais, fazem parte da lista de substâncias comestíveis [confira as listas nesta matéria].

Saber diferenciar os alimentos é o primeiro passo para uma vida mais saudável e contribui para o processo de emagrecimento. Segundo Polesso, a alimentação correta deve privilegiar a qualidade do que se come e não a quantidade. “Essa é o que chamo de alimentação forte, pois dá liberdade às pessoas para comerem os alimentos corretos, até se saciarem, atingindo e mantendo o peso ideal, sem se preocuparem com quantidade, porções, calorias e outros números”, explica.

O especialista em emagrecimento ressalta ainda que, a ideia de não restringir quantidade permite que a pessoa tenha liberdade para escolher ingredientes e adequar o cardápio de acordo com seus gostos e rotina. “É possível ter uma alimentação forte com mais carboidrato ou com menos. Tudo depende dos objetivos da pessoa”, diz.

Foto: Freepik
Frutas, hortaliças e legumes estão na lista de alimentos de verdade

Você sabia…

Abandonar velhos hábitos alimentares e dar preferência aos alimentos naturais é uma forma de desintoxicar o corpo, regular o organismo e sistema hormonal e, principalmente, fortalecer o sistema imunológico. É importante lembrar que as mudanças alimentares devem ser acompanhadas por um profissional de nutrição.

 

 

 

 

 

1 – Alimentos de verdade

* Salmão: rico em ômega 3, tipo de gordura poli-insaturada, benéfica para a saúde cardiovascular e cerebral;

* Azeite de oliva extra virgem e abacate: alimentos ricos em gorduras monoinsaturadas, que ajudam a reduzir o nível de colesterol ruim no sangue;

* Nozes e castanhas: ricos em fibras e gorduras boas;

* Ovo: é um dos alimentos mais completos da natureza. “Muitas pessoas não comem ovos por conta do colesterol, mas o colesterol da alimentação tem pouca ligação com o do sangue”, diz Rodrigo Polesso;

* Frutas vermelhas (morango, amora, framboesa): possuem pouco carboidrato e baixo índice glicêmico, contribuem para uma alimentação nutritiva.

2 – Substâncias comestíveis

* Pão: possui alto índice glicêmico, ou seja, estimula bastante a glicemia, hormônio que favorece o armazenamento de gordura. Contém glúten, composto de proteínas bastante prejudiciais para muitas pessoas, podendo causar problemas digestivos e intestinais. É pouco nutritivo;

* Açúcar: grande vilão para quem deseja emagrecer, podendo ser encontrado em diversos alimentos como massa de tomate, sucos, doces, salgado e temperos;

* Óleo vegetal (óleo de soja, de camomila, de milho etc.): fraco em nutrientes, possuem propriedades pró-inflamatórias, oxidante e contêm resquícios de gordura trans.

Fonte: Emagrecerdevez.com

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora