Ver Utilidades

Mundo Pet

Abrir menu principal

Plantas do jardim podem ser prejudiciais aos pets

Pets adoram um bom jardim para correr e brincar, mas cuidado: algumas plantas podem fazer mal à saúde do seu bichinho


Foto: Adobe Stock
Todo cuidado é pouco, já que alguns pets têm costume de recorrer à natureza para aliviar alguns incômodos

Flores e plantas ajudam a deixar qualquer ambiente mais agradável e bonito. No entanto, quem tem cães ou gatos em casa precisa prestar muita atenção: algumas espécies de plantas são tóxicas e podem fazer mal à saúde do seu bichinho.

Todo cuidado é pouco, já que alguns pets têm costume de recorrer à natureza para aliviar alguns incômodos, como dor de estômago ou coçar dentes que estão nascendo. “Algumas plantas podem até matar”, ressalta o veterinário Ricardo Adegas.

“São vários os sintomas que os animais manifestam, como salivação excessiva, incoordenação motora, dilatação das pupilas oculares, rigidez de musculatura, tremores, respiração ofegante ou dificuldade de respirar, vômitos, convulsões e até mesmo a morte”, ressalta. Isso acontece, de acordo com o especialista, porque cada planta age de formas diferentes no organismo dos animais.

“Podem causar irritação de pele e mucosas [boca e olhos] pelo simples contato com o pet, mas os efeitos mais graves acontecem quando essas plantas são ingeridas”.

De acordo com Adegas, as plantas mais comuns que encontramos em nossos jardins e que são tóxicas para os animais são alamanda, antúrio, azaleia, copo-de-leite, hortênsia, margarida, comigo-ninguém-pode, crotom, trombeteira (saia branca), kalanchoe, lírio, espada-de-são-jorge, mamona, coroa-de-cristo e samambaia.

O que você deve saber

1 – TRATAMENTO. Leve o animal o mais rápido possível até um médico veterinário diante de um possível caso de intoxicação com plantas. “Nunca tente medicar o pet com produtos caseiros, receitas encontradas na internet ou que você ouviu falar que é bom”, adverte o veterinário Ricardo Adegas. “Apenas lave a boca do animal com água corrente”.

2 – BORRA DE CAFÉ. Segundo a paisagista Erly Hooper, colocar borra de café nos vasos é uma saída para deixar os pets longe das plantas. “O cheiro forte afasta os cães e gatos”. No caso de jardins, ela indica usar uma rede fina sobre as mudas, dessa forma, evita-se o contato dos animais com as plantas sem impedir o crescimento delas. Outra alternativa é forrar o vaso de planta com pedras, pois elas impedem que os animais cavem a terra.

3 – EFEITOS. A potência do sistema digestivo dos pets é muito superior a dos humanos, por isso, qualquer substância tóxica ingerida pelo seu bichinho pode ser absorvida de maneira bem mais acelerada, prejudicando vários órgãos.

Antúrio

Foto: Griloja - Divulgação
Antúrio

Todas as partes do antúrio possuem oxalato de cálcio, oferecendo riscos à saúde dos animais. Se ingerida, pode causar diarreia, vômitos, asfixia, salivação, inchaço da boca e garganta e edema de glote (reação alérgica que deve ser tratada com adrenalina).

Azaleia

Foto: _Wikipedia
Azaleia

Essa planta tem substâncias que podem causar problemas cardíacos e digestivos nos pets. Falta de apetite, alteração da frequência cardíaca, dor abdominal, perda de coordenação motora, diarreia persistente ou com sangue, enjoo, vômito, desânimo e convulsões são os sintomas mais comuns.

Babosa

Foto: Adobe Stock
Babosa

A seiva (líquido branco) da babosa é tóxica para os pets e pode causar irritação nas mucosas e pele. Os sintomas são vômito, anorexia, depressão, tremores, diarreia e mudança na cor da urina.

Comigo-ninguém-pode

Foto: Cinform - Divulgação
Comigo ninguém pode

As substâncias contidas nessa planta, como o oxalato de cálcio, a tornam tóxica por completo. Os animais que a ingerirem podem ter irritação oral e ocular, dificuldades na respiração, irritação das mucosas, alterações neurológicas e da função renal.

Copo-de-leite

Foto: Sítio da Mata
Copo de Leite

Possui o mesmo princípio ativo do antúrio e comigo-ninguém-pode. Além dos sintomas parecidos, também podem ser notadas inflamações na boca e garganta, náuseas, edema de lábio e língua. Quando em contato com os olhos, gera fotofobia e lacrimejamento.

Espada-de-são-jorge

Foto: Divulgação
Espada de São Jorge

A planta produz substâncias altamente tóxicas para animais e para humanos. Os sintomas são irritação da mucosa, dificuldades de respiração e movimentação, além de salivação intensa.

Hortênsia

Foto:
HortênciaOdair Plantas

Todas as partes da hortênsia, do caule às flores, são perigosas para seu animal. Os pets que a comerem podem apresentar boca arroxeada, dor abdominal, convulsões, letargia, flacidez muscular, vômitos e coma.

Lírio

Foto: Cultura Mix
Lírio

Quando o animal apresenta irritação oral e ocular, coceira nas mucosas ou pele, dificuldades para respirar e engolir, alterações nas funções renais e neurológicas, pode ser que ele tenha ingerido lírios.

Fonte: Vet Qualit

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!