Moto da Honda une conforto, praticidade e agilidade

Moto que é sucesso na Itália chega ao Brasil modificado pelos engenheiros da marca oriental para melhor se adaptar ao país


Os italianos adoram scooters. E o mercado em geral adora motocicletas aventureiras. Foi esta a faísca que deu vida à Honda X-ADV ‑ X de cruzamento e ADV de Advanced Adventure. Há diversos elementos que corroboram a faceta scooter do modelo: posição de dirigir, baú sob o banco, que é inteiriço em dois níveis e o motor, de funcionamento mais suave.

Foto: Divulgação
Modelo foi exibido pela primeira vez no Brasil no Salão Duas Rodas de 2017

Há outros, porém, potencializam o uso como motocicleta aventureira. Principalmente pelas suspensões de longo curso – 153 mm na frente e 150 mm atrás. O modelo foi exibido pela primeira vez no Brasil no Salão Duas Rodas de 2017. E de lá para cá, todos os lotes importados na Itália chegam ao Brasil totalmente vendidos e formou-se uma enorme fila de espera. Mesmo que o preço não seja dos mais palatáveis, R$ 55.998 sem frete, já foram vendidas mais de 400 unidades. A mesma situação de fila ocorre em diversos mercados mundo afora.

Liberdades. Por ser um projeto fora-de-série, a Honda autorizou que os projetistas e engenheiros italianos tomassem muitas liberdades. O design é o mais evidente. O modelo parece esculpido por espátulas pois abusa das linhas retas, desde a carenagem e até componentes, como balança e pedaleiras. O resultado a distancia muito dos conceitos mais usuais da marca, que vêm misturando traços orgânicos e geométricos.

Além da sofisticada transmissão de dupla embreagem, a scooter aventureira da Honda é dotada de diversos recursos tecnológicos, tanto para o conforto quanto para refinar a dinâmica. Ela tem iluminação full led, chave presencial, chamada de smart key pela marca, para trava do banco e ignição e também o Selectable Torque Control, com dois níveis de controle de tração, com uma tecla Switch G, que direciona a atuação do sistema para trechos fora de estrada.

Primeiras impressões

No fundo, os italianos queriam fazer uma provocação quando inventaram o X-ADV. E conseguiram. A scooter aventureira consegue, de fato, unir o melhor de uma scooter, como conforto e maneabilidade, com as qualidades de uma big trail, como robustez e capacidade de encarar pisos irregulares. Mas além de misturar os conceitos, a X-ADV tem um ótimo conteúdo tecnológico que define a dinâmica do modelo.

O que mais impressiona na X-ADV é a facilidade de manejo. A ciclística da scooter é extremamente equilibrada dá a ela uma enorme agilidade. O conjunto consegue usufruir bastante do bom motor de 745 cc e 54,8 cv.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora