Ford Fiesta fica mais moderno na versão top

Carro recebe reestilização no Brasil que deixa mais atualizado na briga contra a concorrência


A Ford sempre trabalhou o marketing da sexta geração do Ford Fiesta no Brasil posicionando-o em uma categoria de hatch superior. E não foi difícil conseguir isso, já que o modelo tinha mesmo itens de série que o diferenciavam diante dos concorrentes. Hoje, mesmo com a proliferação de algumas tecnologias entre os rivais, o recheio do modelo ainda se destaca. Principalmente quando se analisa sua nova configuração de topo, a Titanium Plus 1.6. Não chega a ter o trem de força mais instigante – o 1.0 turbinado EcoBoost está restrito à versão SEL Style EcoBoost –, mas ela carrega itens que normalmente são mais comuns em categorias superiores e ajuda dar fôlego ao modelo, que no início de 2017 ganhou uma sétima geração na Europa, sem previsão de chegar muito em breve por aqui. Para o mercado brasileiro, sobrou um sutil face-lift promovido em novembro último, em sua linha 2018.
Externamente, foi mesmo a variante Titanium a que mais mudou com a reestilização. Grade e para-choques novos aparecem, sendo que a grade, agora côncava, ostenta uma trama hexagonal com pequenos “rebites” nas interseções em tom cromado. Uma nova saia dianteira e moldura também cromada no nicho do farol de neblina complementam essas alterações. E, quando o modelo está ligado, luzes diurnas em led brilham no Fiesta Titanium Plus, que também ganhou iluminação parcialmente em leds nas lanternas traseiras.

Foto: Jorge Rodrigues Jorge/Carta Z Notícias
Apesar de se posicionar em um patamar superior no segmento, o Fiesta é um compacto

NOVIDADES De acordo com a Ford, amortecedores foram trocados para melhorar o conforto de rodagem e a carroceria recebeu reforço nas colunas centrais, no intuito de suportar melhor impactos laterais. Outro ponto mexido foi o câmbio automatizado de dupla embreagem e seis velocidades, que teve retentores e materiais de embreagem trocados e passou por uma reconfiguração dos módulos de controle. Os bancos têm nova espuma – e revestimento em couro – e a variante mais cara da linha também adotou o Sync 3, versão mais moderna da central multimídia utilizada pela Ford.
O novo sistema de entretenimento do Titanium talvez seja a maior mudança interna dessa linha 2018. Primeiro porque sua tela de 6,5 polegadas obrigou a marca a redesenhar o console central. Mas também porque o equipamento evoluiu demais no modelo, contando agora com GPS, Android Auto e Apple CarPlay e até conexão à internet. Ele também exibe as imagens da câmara de ré. O pacote Plus, que adiciona R$ 4 mil à conta do Fiesta Titanium, ainda eleva o número de airbags para sete, inclui travas e partida com chave presencial, sensor de luz e chuva e retrovisor eletrocrômico. O preço, no entanto, não é dos mais convidativos: R$ 75.190.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!