Deficientes podem ter até 30% de desconto na compra de carro

Especialistas de Americana explicam como portadores de necessidades especiais conseguem comprar automóvel sem imposto


Pessoas com necessidades especiais podem ter isenção de imposto na compra de um carro, com desconto de 30%, e também não precisam pagar IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores). Para isso, elas devem realizar um procedimento que leva, em média, 90 dias, segundo especialistas.

Primeiramente, o consumidor passa por um médico particular, que emite um parecer sobre as condições físicas do paciente. Depois, um médico do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) comprova a veracidade do laudo. “Ele vai analisar se não tem nenhuma malandragem”, afirmou Luiz Marcelo, proprietário da Sheth Assessoria, empresa de Americana que ajuda clientes a obterem a isenção.

Foto: João Carlos Nascimento - O Liberal
Ex-vereador de Americana Celso Zoppi, que é cadeirante, já comprou dois carros nesses moldes

Na sequência, o beneficiário deve ir a uma autoescola especializada, para que possa tirar uma nova CNH (Carteira Nacional de Habilitação), exclusiva para veículos com direção hidráulica e câmbio automático. O interessado precisa fazer duas aulas práticas e uma prova.

Com a carteira em mãos, a pessoa vai atrás da isenção do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), na Receita Federal, e do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), na Secretaria Estadual da Fazenda.

A liberação do IPI demora 72 horas e a do ICMS, em média 45 dias. Em ambos os casos, a aprovação é reivindicada por meio de sistema online. A Sheth realiza esse serviço, assim como a Automec, concessionária da Chevrolet em Americana.

Juntos, os impostos geram uma economia de 30%. Após as liberações, o consumidor já pode comprar o carro, no valor máximo de R$ 69.990. Em seguida, solicita a isenção do IPVA à Secretaria Estadual da Fazenda.

Quando o preço ultrapassa R$ 69.990, o comprador fica isento apenas do IPI, de acordo com o gerente de vendas diretas da Automec, Ednelson de Souza Paracampos. Nesse caso, a Chevrolet, por exemplo, também oferece uma taxa de desconto conforme o modelo do automóvel. Segundo Paracampos, a venda de veículos com isenção representa 50% do total comercializado pela Automec. “Para nós, [a isenção] é excelente”, ressaltou.

O ex-vereador de Americana Celso Zoppi, que é cadeirante, já comprou dois carros nesses moldes. “Grande benefício”, comentou. O veículo dele tem adaptações. Ele acelera e freia com a mão, por meio uma alavanca, e também possui uma manopla no volante. Na RPT (Região do Polo Têxtil), não existem empresas credenciadas que fazem essas mudanças. As mais próximas ficam em Piracicaba e Campinas. Um parente de alguém impossibilitado de dirigir também pode adquirir um veículo sem os impostos. Nesse tipo de situação, não há necessidade de uma nova CNH.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!