BMW R1250 GS Adventure tem motor maior, mais potente e com mais torque

Um dos trunfos dessa geração, lançada esse ano, mas que só deve chegar ao Brasil no final de 2019, é o chamado ShiftCam


Foto: Divulgação
Esteticamente, a R1250 GS foi atualizada em alguns detalhes, principalmente na área dos painéis laterais de alumínio

Em diversos países da Europa, a BMW R1250 GS é a motocicleta mais vendida há oito anos. E a variante Adventure, a mais equipada, defende uma boa fatia desse quinhão. Um dos trunfos dessa nova geração, lançada este ano — mas que só deve chegar ao Brasil no final de 2019 —, é o chamado ShiftCam, um sistema de tempo de abertura de válvulas variável projetado para otimizar a entrega do renovado motor boxer, tornando-o melhor que o antecessor 1.200 cc, e pronto para os padrões de emissões cada vez mais rigorosos, com o Euro 5 chegando entre 2020, para os novos modelos, e 2021, para as motos já à venda antes de 1º de janeiro de 2020.

Trata-se, na verdade, de um modelo que dispensa apresentação. Caracterizado pelo grande tanque de 30 litros e pelas linhas imponentes – que também oferecem melhor proteção aerodinâmica do que a R1200 GS standard. A forma dos plásticos na área em frente ao guidão foi cuidadosamente projetada para otimizar o fluxo de ar e, assim, melhorar o conforto nas viagens em alta velocidade.

Esteticamente, a R1250 GS Adventure 2019 foi atualizada em alguns detalhes, principalmente na área dos painéis laterais de alumínio e na nova proteção do motor, bem como no compartimento de armazenamento na parte superior do tanque, muito conveniente para guardar um trocado para pagar o pedágio, por exemplo. A lista de itens de série ficou mais extensa e, agora, estão presentes, por exemplo, faróis full led e instrumentação TFT, além de conexão com smartphones.

Além de oferecer as informações com gráficos dignos dos melhores carros premium, o sistema é equipado com conexão Bluetooth, pela qual se pode usar função de viva-voz no capacete com o telefone celular. Entre os vários recursos, há a projeção das imagens de aplicativos de navegação, que podem ser instalados diretamente no smartphone e exibido no painel de instrumentos, além de ouvido no capacete com alto-falantes embutidos. Outra opção que vem como padrão é o Hill Start Control, sistema emprestado dos carros, que permite se comece a subir uma rampa sem se preocupar com o freio, porque a moto “entende”, graças aos sensores, que não está no nível e impede que se avance ou recue e se perca o equilíbrio.

Foto: Divulgação
Experiência de pilotagem da BMW R1250 GS Adventure é apenas uma confirmação das qualidades extraordinárias desta moto

ESTRELA. É inevitável mencionar que o novo motor é a estrela do conjunto. Um termo um pouco técnico que soa chato para alguém, mas na realidade a tecnologia ShiftCam é mesmo o verdadeiro trunfo do propulsor 1250. A tecnologia usada varia o tempo de abertura das válvulas de admissão. O motor boxer da BMW possui dois cabeçotes e cada um deles conta com dois eixos: um para as válvulas de admissão e outro para as de exaustão. O que a BMW fez foi instalar cames duplos para cria criar duas aberturas diferentes das válvulas: uma para carga parcial e outra para carga total do motor. Com isso, o motor se adapta perfeitamente a qualquer situação. Com dois cilindros, refrigeração a ar e a líquido, o propulsor cresceu em deslocamento, de 1.170 para 1.254 cc, e também em desempenho, além de estar apto para as emissões exigidas no Euro 5. Agora, ele fornece 136 cv a 7.750 rpm e 14,6 kgfm a 6.250 rpm – um incremento de 11 cv e 1,8 kgfm em relação ao antecessor.

Primeiras impressões

A experiência de pilotagem da BMW R1250 GS Adventure é apenas uma confirmação das qualidades extraordinárias desta moto, que disfarçam suas dimensões e peso de 268 kg em ordem de marcha.

A moto torna-se leve e surpreendentemente fácil de manusear assim que se solta a embreagem e ela entra em movimento. O excesso de tecnologia a torna extremamente divertida e, ao mesmo tempo, pronta para tudo. Seja para um trajeto do escritório para casa ou uma longa viagem para o deserto.

A suspensão eletrônica adapta a pré-carga e a resposta do sistema hidráulico, que também pode ser gerenciado em conjunto com os outros parâmetros, a partir das seleções de modos de pilotagem disponíveis.

Foto: Divulgação
istema é equipado com conexão Bluetooth, pela qual se pode usar função de viva-voz

Na verdade, eles também influenciam a resposta do motor. Esse sistema torna a R 1250GS Adventure realmente disposta em qualquer situação, graças a um curso de suspensão com 210 mm à frente e 220 mm atrás, enquanto a altura do solo varia, dependendo da escolha do assento e do acabamento, de 82 cm até 91 cm. A frenagem é excelente.

As pinças dianteiras perderam a assinatura Brembo, mas oferecem uma melhor resistência ao uso intenso. Há também o Dynamic Brake Assyst, um sistema que corta automaticamente o acelerador nas frenagens de emergência.

Em relação ao consumo, os benefícios das válvulas com abertura variável são muitos, na ordem de uns 5% de economia. Isso se traduz em cerca de um quilômetro a mais por litro.

Quanto ao preço, começa em 19.650 euros. Porém, deve-se lembrar que, com todos os pacotes opcionais inseridos, o valor sobe até cerca de 25 mil euros. Ou seja, vai de R$ 85 mil até R$ 108 mil. Próximo ao praticado no Brasil para a antecessora R1200 GS. Por Matteo Possi 0 infomotori.com (colaborou Márcio Maio – Auto Press)

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora