13 de agosto de 2022 Atualizado 22:03

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Casa

Planta na decoração: o verde veio para ficar

Uso de plantas na decoração ganhou força na pandemia e se consolidou, trazendo frescor e vida aos ambientes

Por Marina Zanaki

11 de março de 2022, às 07h03 • Última atualização em 11 de março de 2022, às 07h04

O cultivo de plantas e flores em casa disparou nos últimos tempos, em uma tendência sentida pelo mercado e confirmada dentro dos lares. Um gosto que já vinha marcando presença antes mesmo da pandemia ganhou força no mundo todo com o isolamento social. Agora, a presença das plantas nos lares já se consolidou, e o verde mostra que veio para ficar.

 Um dos destaques deste apartamento integrado assinado por Dantas Passos Arquitetura é a parede verde que fica ao lado da adega – Foto: Maura Mello

A opinião é da arquiteta e designer de interiores Raquel Ometto, professora no curso de Design de Interiores na Etec (Escola Técnica Estadual) Polivalente de Americana. Para ela, o verde já ganhou seu lugar ao sol.

“Acho que já não é mais uma tendência, veio mesmo para ficar. Talvez não fosse tão divulgado anteriormente, mas nossas avós e mães já gostavam das plantinhas. Com a facilidade das redes sociais, a propagação é bem rápida, e as pessoas tomaram gosto pela coisa”, avalia a profissional.

A atual fase das plantas na arquitetura é marcada pela busca por espaços “instagramáveis”, segundo Raquel. “Acho que essa é a tendência de agora para o verde, compor um fundo bonito para as fotos”, destacou Raquel.

Cultivo

O aspecto estético até pode ser alcançado com objetos de decoração dentro da temática ou ainda com as plantas permanentes. Contudo, alguns benefícios só podem ser alcançados com a presença de espécies verdadeiras. Um vaso, por menor que seja, já faz toda a diferença em um ambiente.

 Na estante, vasos com piléias, begônia melancia e uma renda francesa em projeto da Zanardo Paisagismo – Foto: JP Image

Arquiteto e urbanista, Daniel Bassette destacou que as plantas melhoram a qualidade do ar, trazem aconchego e diminuem o nível de estresse.

Ele dá algumas dicas para quem quer começar o cultivo, e lembra que não é preciso ter um grande espaço para montar um cantinho verde.

“O que as pessoas fazem nos apartamentos é começar com uma hortinha de temperos. Depois, pode ir decorando a casa com buquês – é fácil e não exige cuidados”, orienta Bassette.

“Depois que já estiver seguro, avançar para vasos e plantas de grande porte. Aí sim vai ser um objeto decorativo em um hall, em um ambiente de trabalho”, disse o arquiteto. “O principal é que as plantas trazem vida aos ambientes”, destacou.

Estilos

Na arquitetura, o estilo escandinavo é um dos que mais exige a presença do verde. Inspirado nos países mais frios, ele mistura tons de cinza e uma planta para trazer vida a esse espaço gelado.

 As espadas de São Jorge são plantas versáteis e que não dão trabalho para manutenção. Quando cultivadas na água, duram por mais de um ano. Projeto dos arquitetos André Zázeri e Michael Felipe, do escritório AZ Arquitetura – Foto: Favaro Jr

Mas esse estilo não se conecta muito com o clima tropical do Brasil. As plantas surgem então em todos os tipos de decoração, trazendo um toque verde para variados gostos.

“Cabe em todos os estilos, desde o industrial até o clássico você consegue inserir um verde. Mas precisa pensar no ambiente que a planta será inserida”, alertou Raquel.

Isso porque algumas plantas necessitam de luz solar para sobreviver, como é o caso das flores e das suculentas. A dica da profissional para ter espécies solares dentro de casa é inseri-las próximo a portas ou janelas.

“O que é verde e não tem flor, geralmente vai bem em ambientes internos. Mas até a gente aprender isso, mata algumas plantinhas. Em resumo, se tiver luz, pode colocar uma flor. Se não, aposte na folhagem que é sucesso”, finalizou a arquiteta.

 Neste ambiente da Campinas Decor, as plantas foram usadas para manter a temperatura amena e colaboraram com a sustentabilidade. No projeto chamado Espaço Cult, o arquiteto Fabricio Barros e a designer de interiores Mariana Niiya prepararam um espaço de estar e convívio – Foto: Marcelo Rocha – O Liberal.JPG

Plantas para cada ambiente da casa

Quartos e banheiros

Como costumam ser ambientes com menos incidência solar, o ideal é apostar em uma folhagem que aprecie pouca luz. Sugestões:

• filodendos
• jiboias (scindapsus)
• alpidistra (planta de ferro)
• pilea peperomioides (planta chinesa do dinheiro)

Hall, cozinha e quintal

Espaços com boa iluminação podem abusar de diversas opções juntas e misturadas, principalmente cactos e suculentas. Sugestões:

• planta-jade
• echevéria setosa

Home office

Para não ocupar muito espaço e, ao mesmo tempo, ter uma companhia verde, use vasos. Sugestões:

• fícus
• palmeira
• costela-de-adão

Correria ou contemplação?

Plantas que demandam diferentes cuidados:

Tropicais: belezas que precisam ser regadas ao menos uma vez por semana. Sugestões:
• kentia (palmeira-do-paraíso)
• falsa-seringueira (fícus italiano)
• oxalis (falso-trevo)
• costela-de-adão

Resistentes: aguentam períodos de negligência, correntes de ar e sombra. Sugestões:
• zamioculca
• espada-de-são-jorge

Publicidade