16 de janeiro de 2021 Atualizado 09:03

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Casa

Iluminando experiências e sensações

Lâmpadas inteligentes agilizam e tornam mais prazerosa a experiência em casa

Por Redação

13 nov 2020 às 08:14

Foi-se o tempo em que a iluminação de uma casa tinha o único propósito de dar visibilidade aos ambientes em que a luz natural deixou de dar conta do recado ao entardecer. A luz emitida pelas lâmpadas pode ter muitas outras funções que, por serem muitas vezes imperceptíveis, ainda são desconhecidas pela maioria das pessoas, o que ajuda a explicar porque esse item ainda é uma exclusividade da elétrica e não do lifestyle.

Mais do que iluminar, elas podem ser utilizadas em diferentes ajustes de cor, intensidade e temperaturas para estimular o cérebro humano a experimentar múltiplas sensações. Por meio da luz, é possível hoje induzir a uma maior concentração nas tarefas diárias e até mesmo preparar o corpo para uma noite de descanso, de modo que a iluminação de uma casa se ajuste à rotina e às necessidades dos moradores.

Lâmpadas inteligentes da linha Smarteck são fáceis de instalar, dispensando mão de obra profissional – Foto: Divulgação

Uma iluminação inadequada, no entanto, pode ‘atrapalhar’ esses processos. Pode ser que muita insônia ou falta de concentração por aí não seja tanto pelo excesso de problemas ou distrações, mas simplesmente uma questão de ajuste de luz.

Para imergir nestes benefícios, a dica é começar a prestar mais atenção em algumas características das lâmpadas que você compra, começando pela temperatura de cor. Alguma vez você já atentou a esse atributo ao selecionar o produto na gôndola?

MEDINDO A TEMPERATURA

A temperatura é medida em graus Kelvin (K) porque cientificamente representa a cor que hipoteticamente emite um corpo negro nesta escala de temperatura. Na prática, essa relação nos ajuda a compreender na aparência quais são as luzes ‘quentes’ e ‘frias’.

As luzes quentes são aquelas entre 800 e até quase 4000 K, onde os tons transitam entre o avermelhado e o amarelado. São as mais adequadas para um período de descanso e acolhimento, ou até mesmo para criar uma atmosfera mais intimista e romântica – não à toa ainda existem os jantares à luz de velas (cerca de 1000K).

Pensando na iluminação residencial, o adequado é ter um efeito mais ‘amarelado’ nos quartos e outros espaços aconchegantes, por volta de 2700K. Já as luzes frias, de 4000K em diante, caminham entre tons brancos e azulados e, por isso, proporcionam uma iluminação mais eficiente quando se requer uma atenção mais detalhada à atividade daquele ambiente.

É por isso que cozinhas e home-offices, por exemplo, necessitam de uma iluminação com temperatura próxima a 6500K. É muito importante ficar atento à potência máxima (medida em watts) e a fonte de luz das lâmpadas: embora o investimento inicial hoje ainda seja maior, na ponta do lápis os modelos LED se pagam em pouco tempo.

VÁRIOS MODELOS?

Como então variar a temperatura de cor e outros atributos sem ter de comprar vários modelos de lâmpadas: já pensou se um dia precisar trabalhar no quarto e precisar trocar a lâmpada de luz quente por uma fria? As lâmpadas inteligentes, como as da linha Smarteck da STECK, se destacam. Basta conectá-las ao Wi-Fi da casa para acioná-las remotamente a partir de um aplicativo ou pela sincronização com assistentes virtuais para comando de voz. Você pode acender as luzes até o banheiro sem sair da cama ou ajustar a temperatura de cor da iluminação do quarto quando estiver próximo da hora de dormir.

Pode inclusive monitorar o consumo de energia – mesmo sendo muito eficiente, você consegue controlar a potência máxima utilizada pelo LED para economizar o consumo quando ele não for tão necessário.

Acender e apagar luzes à distância, ajuste de intensidade luminosa conforme a necessidade dos moradores e mais 16 milhões de cores disponíveis. Estas são algumas possibilidades e benefícios oferecidos pelas novas lâmpadas inteligentes da STECK.

AUTOMAÇÃO

Para atender uma casa cada vez mais conectada, as lâmpadas integram a linha Smarteck, trazendo ao mercado de automação residencial um mix mais acessível, interligando materiais elétricos à Internet.

Uma vez conectados, os dispositivos interagem remotamente com o usuário por meio de um aplicativo. O app, totalmente em português, está disponível para download no Google Play e Apple Store para uso nos sistemas Android (Google) e iOS (Apple).

Os produtos também podem ser acionados por comando de voz por meio da sincronização com os assistentes virtuais Amazon Alexa ou Google Assistente.

Disponíveis nas versões de potências máximas de 7W ou 12W, as lâmpadas oferecem mais de 16 milhões de cores, permitindo o ajuste de diferentes configurações conforme o uso e a necessidade dos ambientes, estimulando sensações como a de relaxamento.

É possível programar rotinas de ambientes à iluminação por meio de funcionalidades como a de temporizador e o ajuste da temperatura da cor branca (de 2700K a 6500K). Na versão de 7W, a lâmpada oferece uma intensidade luminosa de 470 lm.

As lâmpadas são bivolt e demandam um baixo consumo de energia, pois diferente de opções convencionais incandescentes e fluorescentes, possuem fonte de iluminação LED RGBW com ajuste de intensidade, podendo reduzir a potência utilizada no funcionamento conforme diminui a necessidade de iluminação artificial durante o dia.

São produtos fáceis de instalar, dispensando mão de obra profissional para rosquear a lâmpada no suporte convencional das residências (padrão E27). Recomenda-se apenas que o interruptor esteja desligado antes da instalação. A vida útil das lâmpadas é estimada em 25 mil horas.

Publicidade