Grafite na decoração: veja dicas de como usar

Arquitetos e artista plástico elaboram uma proposta urbana e ousada para família que é fã de séries e adora assistir a filmes


Quando arquitetura e arte se unem o resultado não pode ser outro: ambientes ousados, exclusivos, cheios de estilo e personalidade. São justamente essas as características observadas nos ambientes decorados por meio de uma parceria entre os arquitetos do escritório PB Arquitetura e o artista plástico Fernando Reche.

Os arquitetos destacam que para superar o desafio de fazer com que uma casa seja considerada lar, requer que sejam observadas as características dos moradores. E foi essa linha de pensamento que norteou a reforma do ambiente de 300m² “que deu espaço para muito mais aconchego do que era previsto para os pais de duas meninas de 11 e 8 anos, sendo eles a internacionalista Isabel e seu marido gerente de projetos, Rodrigo”, citam os especialistas.

Foto: Henrique Ribeiro / Divulgação
Ambiente integrado

Segundo os arquitetos, a família adora ler, assistir a filmes e séries juntos (por isso investiram nos equipamentos de áudio e vídeo), além de ser fã de rock e tatuagens. Entre os hábitos dos moradores, eles destacaram ainda o gosto pelo churrasco para receber parentes e amigos. “As meninas são parceiras em tudo, tanto que não quiseram dormir em quartos separados. Tem dois cachorrinhos o Zeca, um yorkshire e a Antônia, uma vira-lata adotada”, detalha a arquiteta Priscila Tressino.

O artista plástico Fernando Reche foi convidado a produzir um painel para cobrir toda a parede da sala. Nele foram desenhados elementos soltos de tudo que os moradores mais gostam.

Foto: Henrique Ribeiro / Divulgação
Dormitório personalizado

De acordo com a arquiteta Priscila Tressino, a reforma transformou cômodos bem demarcados e divididos com paredes de alvenaria em um ambiente integrado. Com a demolição das paredes do térreo foi possível a total integração da sala de estar, sala de jantar e cozinha.

No ambiente (foto) também se percebe o forro de gesso que equilibra as alturas do pé direito e a instalação de iluminação embutida. “Como a sala não tem TV, só o telão retrátil com projetor, toda iluminação ficou embutida para não interferir nas imagens”, justifica Priscila.

Foto: Henrique Ribeiro / Divulgação
Lustres e pendentes

A cumplicidade e o companheirismo entre as irmãs de 11 e 8 anos foram consideradas pelo artista plástico Fernando Reche para definir o tema que ilustraria a parede do dormitório.

“A cabeceira no quarto das irmãs foi uma surpresa para as meninas. Aliás, toda a reforma! Elas pensavam que iriam só pintar e trocar alguns revestimentos. Não contavam com uma casa totalmente diferente da que elas já conheciam”, observa a arquiteta Priscila Tressino.

Foto: Henrique Ribeiro / Divulgação
Cores reforçam os espaços

Sobre a escolha da iluminação , a arquiteta Priscila explica que o projeto de repaginação total da casa trouxe como destaque o lustre da sala de jantar. Esse modelo, diz ela, remete a um átomo, levando em conta o interesse da família por assuntos de ciência. ‘Eles são fãs de The Big Bang Theory”, observa. Para o balcão da cozinha foi escolhido um jogo de pendentes assimétricos “que acrescenta luz com estilo”.

Revestimentos, pisos e as cores das paredes são elementos de grande relevância nos projetos de decoração e arquitetura. Em relação à proposta criada pelos especialistas da PB Arquitetura, as cores escolhidas reforçam o estilo urbano do ambiente. “Os pisos e revestimentos vão desde porcelanato e vinifico a papeis de parede e 3D, além dos grafites realizados pelo artista [Fernando Reche]”, explica a arquiteta Priscila.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora