28 de maio de 2020 Atualizado 17:52

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Fique em Casa

Dez dicas para evitar incêndios em casa durante a quarentena

Além dos cuidados redobrados com a sua saúde e higiene, os equipamentos elétricos e aparelhos domésticos também devem ganhar a sua atenção

Por Da redação

20 abr 2020 às 09:43 • Última atualização 20 abr 2020 às 09:50

Com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o ideal é seguir as orientações da OMS (Organização Mundial de Saúde) e permanecer em casa. Além dos cuidados redobrados com a sua saúde e higiene, os equipamentos elétricos e aparelhos domésticos também devem ganhar a sua atenção.

Segundo as estatísticas, 95% dos acidentes residenciais são gerados por descuidos ou falta de manutenção. Para garantir o bem-estar e a preservação da sua casa, Carlos Henrique dos Santos, especialista internacional em Gerenciamento a Emergências e Prevenção de Riscos da Sprink, empresa de Gerenciamento de Riscos separou 10 dicas principais dicas de prevenção a incêndio. São elas:

  1. Não deixe celulares e laptops ligados à energia por longo período, principalmente ao dormir;
  2. Não deixe isqueiros e fósforos em local de fácil acesso para as crianças;
  3. Não fume em locais indevidos, principalmente sobre a cama ou o sofá;
  4. Não descarte bitucas de cigarros acesas;
  5. Não deixe panelas e ferros de passar roupa ligados sem a devida supervisão;
  6. Não deixe velas acesas próximo ou sobre materiais de fácil combustão – uma boa solução é pôr a vela dentro de um copo alto;
  7. Se for preciso conectar mais de um aparelho em uma mesma tomada, opte pelo filtro de linha (régua), ao invés de benjamins ou ‘tês’;
  8. Não utilize equipamentos de 20A em tomadas para 10A, nem com adaptador. A tomada de 10A tem o orifício menor do que a de 20A, exatamente para que os plugs de 20A – mais grossos e que exigem uma amperagem maior – não sejam utilizados em tomadas de 10A;
  9. Faça verificações periódicas das condições do sistema elétrico da sua residência, de preferência com o suporte de uma empresa ou de um profissional especializado. Fios, disjuntores e tomadas devem ser avaliados para que não haja superaquecimento ou eventuais fagulhas.
  10. Em caso de emergência, também é importante conhecer previamente as rotas de fuga do local onde você mora.

Outra recomendação é ter em mente os telefones de emergência: Bombeiro Militar (193) e Samu (192).